Meia 92

quarta-feira, 24 de julho de 2024
quarta-feira, 24 de julho de 2024

Stock Car em BH: Ministério Público Estadual, PBH e organizadores do evento firmam acordo

20231028-@marcelommm-16570

O Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), os organizadores do BH Stock Festival e o Município de Belo Horizonte assinaram um acordo ontem (01/07). O documento prevê medidas efetivas para a defesa e proteção do meio ambiente e da ordem urbanística, visando a prevenção de impactos relacionados à realização da prova Stock Car na capital mineira, que acontece em sua primeira edição de 15 a 18 de agosto, no entorno do Mineirão.

O termo, de natureza civil, produzirá efeitos legais imediatos e estabelece que os organizadores arcarão com todas as despesas necessárias para a implementação das medidas de proteção ambiental e urbanística. Este acordo reflete o compromisso das empresas Speed Seven Participações Ltda e DM Corporate Ltda com os interesses sociais, garantindo a máxima efetividade na proteção sonora aos animais e à comunidade da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Para Sérgio Sette Câmara, diretor executivo do BH Stock Festival, o acordo firmado demonstra de forma relevante o compromisso dos organizadores do evento com os interesses e direitos sociais que visam tutelar o meio ambiente e a ordem urbanística. “Fica reiterado o interesse mútuo das partes e de todos os mineiros na realização da etapa da Stock Car Pro Series na cidade de Belo Horizonte. A realização do evento impacta diretamente na geração de empregos e renda, promovendo a atração de investimentos para a capital. Além disso, estimula a economia local por meio do aumento no consumo de bens e serviços, atração de turistas e divulgação da cidade, sua cultura, modo de vida, atrativos e serviços. Além de tudo isso, oferece oportunidades de desenvolvimento e negócios para além do evento em si”, destaca.

A relevância turística e econômica do evento contribui para a estratégia de posicionamento de Belo Horizonte como destino turístico, já que a transmissão ao vivo para 171 países coloca a cidade em grande evidência. “Vamos ajudar a movimentar a cadeia de comércio e serviços da cidade e tudo isso vai movimentar a economia e arrecadar impostos para os cofres públicos”, finaliza Sérgio Sette Câmara.

Conteúdo Relacionado

Rolar para cima