Meia 92

quarta-feira, 24 de julho de 2024
quarta-feira, 24 de julho de 2024

Basquete masculino do Brasil consegue vaga para Paris

B2A029D8-A147-4F82-B713-98FF6B3029EB_1720382544
Comemoração da Seleção – Foto Assessoria CBB

O basquete brasileiro conseguiu sua vaga para a Olimpíada. A conquista aconteceu de forma mais tranquila que o esperado, mas não sem muita garra e determinação do time, que enfrentou a poderosa Letônia, que jogava em casa. A seleção venceu por 94 a 69 e demonstrou uma maturidade impressionante.

A vitória no pré-olímpico era a última oportunidade da seleção brasileira para conseguir a vaga. Logo no começo da competição o Brasil perdeu seu principal armador, Raulzinho, por lesão. No seu lugar, o reserva Yago vinha fazendo um excelente trabalho, até que também se machucou no jogo da final.

Coube ao veterano Marcelinho Huertas, aos 41 anos, a missão de distribuir o jogo, o que fez com maestria. Com um jogo coletivo primoroso, jogadores, como Georginho, Bruno Caboclo, Leo Meindl, Gui Santos e Felício, mostraram a força do conjunto, com uma defesa sólida e um ataque preciso.

Bruno Caboclo foi mais uma vez o cestinha do jogo, com 21 pontos. Ele também protagonizou uma jogada de mestre, ao arremessar uma bola no estouro do cronômetro de antes do meio da quadra e converter os 3 pontos.

No final o Brasil venceu a Letônia com 16 pontos de vantagem. O time adversário abusou das faltas e contou com certa conivência da arbitragem, mas nada disso impediu a seleção brasileira de vencer o jogo com propriedade.

O Brasil ficará no grupo B, nas Olimpíadas e terá como adversários, Alemanha, Japão e França. Ou seja, não será fácil, mas vencer o pré-olímpico também não foi. O basquete brasileiro não esteve em Sydney 2000, Atenas 2004, Pequim 2008, nem Tóquio 2020. Esteve em Londres em 2012 e no Rio, por ser  país-sede, em 2016.

A conquista da tão sonhada vaga em quadra, merece e deve ser comemorada. Mas a preparação para a Olímpiada já deve recomeçar imediatamente, pois falta muito pouco para o início dos jogos. O Brasil estreia no dia 27 de julho contra os donos da casa.

Ana Azevedo é Jornalista, com MBA

 em Marketing Digital e Redes Sociais

e assina a coluna de Esportes

Conteúdo Relacionado

Rolar para cima