Meia 92

quarta-feira, 24 de julho de 2024
quarta-feira, 24 de julho de 2024

Quina de São João: o que dá para comprar com o prêmio estimado em R$220 milhões?

Loteria Quina de São João

No sábado, dia 22 de junho, será sorteada a loteria especial da Quina de São João. O concurso de número 6462 é um dos quatro do ano que não acumulam (os outros são Dupla Sena de Páscoa, a Lotofácil da Independência e a Mega da Virada) e vai colocar a prêmio uma bolada estimada em R$ 220 milhões.

No ano passado, o prêmio da Quina de São João foi de R$ 216.787.644,56, dividido entre oito apostas, fazendo milionários em diversas regiões do país. Cada uma delas levou pra casa a quantia de R$ 27.098.455,57. Vale lembrar que cinco dos oito jogos ganhadores foram bolões. A prática é bem comum em empresas e amigos e aumenta as chances de levar o prêmio para casa.

Segundo Ricardo Hahne, Gerente de Inteligência Comercial de Sorte Online, “Os bolões são uma ótima opção para quem quer aumentar as chances de ganhar. Além disso, existem opções para quem quiser participar de um bolão sem precisar reunir outros apostadores, a nossa plataforma, por exemplo, permite participar de grupos já cotizados e com jogos definidos para apostar pela Internet com muito mais chances de ganhar”, afirma.

Ainda que o prêmio seja dividido, dariam para ser feitas muitas extravagâncias. Abaixo, estão algumas “novas” à disposição em 2024:

 

  • Carro de colecionador: com apenas 110 exemplares no mundo, uma montadora de esportivos de luxo britânica fez uma pequena coleção em 2023 para comemorar seus 110 anos de mercado. Algumas unidades vieram para o Brasil, onde foram colocadas à venda por R$ 15 milhões. Vale dizer: em 2024, o IPVA de um carro desse nível está custando em torno de R$ 420 mil. Com a bolada da Quina de São João, dá para adquirir o carro e garantir 10 anos de imposto pago.
  • O vinho mais caro do Brasil: parte da safra 2020 de um lendário rótulo francês de Bordeaux (França) chegou ao Brasil em 2023, com preço sugerido de R$ 62 mil por garrafa. Com o prêmio daria para comprar todas as 48 unidades do lote (totalizando cerca de R$ 3 milhões) e ainda sobraria boa parte para gastar com a versão mais refinada de Caviar do mundo, que custa aproximadamente R$538 mil a latinha.
  • Melhor hotel do mundo: apesar de “bom” e “ruim” serem critérios relativos, os especialistas do famoso ranking 50 best sabem muito bem como avaliar estabelecimentos e elencá-los numa lista de respeito mundial. Na de 2023, o grande vencedor é um hotel boutique na região do Lago de Como, na Itália. Com apenas 24 suítes, ele se destaca não apenas pelo restaurante e pelo SPA excepcionais, mas por oferecer experiências únicas e customizadas conforme as preferências dos hóspedes. Algumas sugestões são aulas de gastronomia, produção de gelato, jardinagem, passeio de barco com piquenique a bordo, sessão de cinema ao ar livre e passeios guiados pelos arredores. Na alta temporada (a partir de maio, se aproximando do verão europeu), o preço da hospedagem, para duas pessoas, durante sete noites, fica em torno de R$ 210 mil.
  • Olimpíadas de Paris: com 18 dias de competição rolando, os Jogos Olímpicos começam oficialmente no dia 26 de julho – e a cerimônia de abertura é o evento com ingresso mais caro, em torno de R$ 15 mil. Os valores do tíquete para as disputas variam conforme a modalidade e período. Os das partidas de futebol, por exemplo, começam em torno de R$ 460 – um dos mais baratos. Já para a final da ginástica artística, o preço é cerca de R$ 8.900. O valor do pacote pode variar, portanto, em muitos milhares de reais. Por alto, considerando 18 dias de hospedagem em um hotel central 3 estrelas, alimentação, passagem aérea e um ingresso médio por dia, pode-se dizer que R$ 100 mil reais por pessoa, é um orçamento confortável. Mas, para quem cravar as dezenas do sorteio da Quina de São João, há margem para fazer upgrade em todos os quesitos, ou mesmo bancar a viagem em família e talvez dos amigos.
  • Viagem ao redor do mundo: Há quem seja apaixonado por viagem. Com a bolada em mão é possível dar uma volta ao mundo passando ao menos em 12 destinos diferentes e fazendo tudo isso de 1ª Classe. Em média cada trecho fica no valor de R$60 mil reais, totalizando R$720 mil só de passagens. Levando em consideração hospedagem em hotéis cinco estrelas, experiências exclusivas e alimentação de alta gastronomia, o vencedor poderia desembolsar facilmente  R$3.5 milhões e ainda sobraria uma boa grana para levar um acompanhante ou estender a viagem para mais países.

Conteúdo Relacionado

Rolar para cima