Meia 92

quarta-feira, 24 de julho de 2024
quarta-feira, 24 de julho de 2024

Férias escolares: aprenda a gastar dentro do orçamento

Joao-Victorino

As férias escolares do mês de julho, momento tão aguardado pelos estudantes de todo o Brasil, estão cada vez mais próximas. Diante da animação, principalmente de crianças e adolescentes, é muito comum que os gastos acabem sendo maiores nessa época do ano. No entanto, é importante tomar cuidado para não fazer dívidas e principalmente para não extrapolar o orçamento.

Segundo o especialista em finanças pessoais, João Victorino, apesar da empolgação ser grande para conseguir aproveitar as férias ao máximo, gastando com passeios, experiências e produtos de forma geral, comprar por impulso nunca é uma boa opção, pois isso pode gerar consequências sérias, impactando de forma negativa o seu planejamento e comprometendo os próximos meses.

João explica que uma boa maneira para evitar gastos em excesso é fazer uma programação. “Os pais ou responsáveis devem sentar juntos com seus filhos e avaliar o que gostariam de fazer durante as férias. É claro que não dá para fazer tudo, mas criando um cronograma, fica mais fácil avaliar o que é viável fazer e o que é melhor deixar para outro momento. Desta forma, é possível existir um controle maior dos gastos estipulados no seu orçamento”, diz.

Além da programação para saber o que fazer, o especialista afirma que o ideal é decidir esse roteiro com certa antecedência, não deixando para comprar tudo de última hora. No mês de julho, justamente por ser um período de férias, as coisas costumam estar mais caras. Porém, comprando com um pouco de antecedência, talvez seja possível aproveitar promoções ou conseguir algum tipo de desconto, o que já faz diferença na conta final.

Aliado a isso, João recomenda pesquisar por programações gratuitas também. “Acredito que dá para fazer um equilíbrio. Existem ótimas opções de lazer em que você não vai precisar gastar nada para aproveitar. É importante ensinarmos para os nossos filhos desde cedo que não precisamos desembolsar altas quantias de dinheiro para conseguirmos nos divertir. Na maioria das vezes, o que vale mais é a companhia e as experiências memoráveis do que o gasto em si”, ressalta.

O especialista ainda enfatiza os benefícios de os filhos verem seus pais planejando as férias antecipadamente, pois oferece valiosas lições educativas. Ao testemunharem esse processo, as crianças aprendem sobre organização, priorização de recursos e disciplina financeira, percebendo a importância de estabelecer metas e trabalhar de maneira consistente para alcançá-las. Para João, essa experiência fortalece o vínculo familiar e também prepara os jovens para tomar decisões conscientes e responsáveis em suas próprias vidas no futuro.

Outro ponto de atenção está relacionado a viagens, que costumam ser feitas em família nas férias, e que tendem a ser bem mais caras nessa época do ano, independente se os destinos forem nacionais ou internacionais. Por essa razão, novamente a dica de se programar com antecedência acaba pesando no bolso no final das contas, gerando assim diferenças de preços bastante significativas.

Neste cenário, João reforça a importância de ter um planejamento financeiro. “Quando você organiza suas finanças pessoais, entende a importância de juntar dinheiro antecipadamente para momentos de lazer. Ao comprar a maior parte dos itens da viagem com antecedência em outros períodos do ano, você acaba poupando dinheiro, o que evita dor de cabeça, não extrapola o orçamento e acaba sendo muito vantajoso”, finaliza.

Conteúdo Relacionado

Rolar para cima