Meia 92

quarta-feira, 24 de julho de 2024
quarta-feira, 24 de julho de 2024

5 dicas para garantir o financiamento na hora de comprar o seu automóvel

Divulgacao--Freepik--2-

Segundo informações divulgadas pela bolsa de valores brasileira B3, o número de veículos adquiridos por meio da análise de crédito teve um crescimento de 45% em abril em comparação ao mesmo período do ano anterior. Ao todo, foram registradas 611 mil vendas nesta modalidade, entre novos e usados, dentre eles automóveis leves, pesados e motos. Acontece que trocar ou comprar o primeiro carro ainda é o sonho de muita gente. No entanto, não são todos que contam com o valor total necessário para conquistar esse tipo de bem, tornando assim o financiamento uma ótima alternativa.

“A análise de crédito de um automóvel é uma quantia em dinheiro concedida pelos bancos ao consumidor que não consegue arcar com a compra à vista de um carro, desde que ele pague de volta em parcelas acrescidas de juros. Essa dinâmica pode ser realizada tanto diretamente pelo banco quanto por intermédio de uma concessionária”, diz Keillor Avelar, fundador e CEO da Trokey, rede especializada na compra e venda de veículos.

O especialista ainda revela que obter um financiamento pode ser desafiador e sugere que o interessado por esse tipo de negócio se planeje. “Antes de buscar esse caminho para garantir um carro novo, é fundamental se preparar. As instituições de crédito querem ter a segurança de que irão ver o retorno desse dinheiro, o que implica em certas burocracias. Outro ponto de atenção é a sua saúde financeira. Indo atrás de um sonho é muito fácil se perder em dívidas e acabar comprometendo seu patrimônio”, revela o CEO. O executivo listou abaixo as cinco principais dicas para quem quer ter sucesso no financiamento sem prejudicar o bolso. Confira abaixo:

Entenda o que você precisa
Não adianta comprar o primeiro automóvel que ver pela frente ou aquele que tem a solicitação aprovada. Ao dar esse passo, é imprescindível entender as próprias necessidades. “A utilização de um carro é diferente para cada pessoa. Jovens solteiros não têm as mesmas prioridades do que um casal com filhos, que precisa de um porta malas maior, por exemplo. Já para um representante comercial, que usa o bem com mais frequência, é melhor optar por uma alternativa econômica e de manutenção barata”, explica.

Respeite o seu bolso

Quem vai financiar um veículo deve ter um planejamento financeiro, levando em conta quanto tem à disposição para a entrada e para o pagamento das parcelas. “O ideal é não comprometer mais do que 30% da renda líquida. Aqui, é importante lembrar também que essa aquisição envolve outras despesas como combustível, manutenção, seguro e impostos”, pontua o fundador.

Cuide do seu score

O score é um sistema de pontuação usado pelos bancos para classificar as pessoas que cumprem com os seus compromissos financeiros. Ou seja, que estão com as contas no azul e com a organização monetária em dia. Portanto, quem estiver com poucos pontos, terá uma maior dificuldade em ter a concessão do empréstimo. “Se o seu score está negativo, entenda o motivo. Veja se tem contas atrasadas ou que prescreveram há mais de cinco anos porque sair do Serasa não significa que o seu nome esteja limpo. Tente pagar os boletos com antecedência. Busque melhorar”, declara Keillor.

Vá a uma loja

Para garantir que você terá acesso às melhores opções, o indicado é realizar o processo de financiamento via concessionária. “Procure uma boa loja e exponha as suas necessidades e condições. Em cima do cenário apresentado, o vendedor irá fazer uma série de simulações e conseguirá te mostrar a solução mais compatível com a sua realidade. Lembrando que quanto mais novo o carro melhor, já que neste caso se paga juros menores por conta da preferência das instituições financeiras, além de exigir menos reparos”, afirma o especialista.

Corra de encrencas

Ações revisionais e empresas que prometem melhorar o score podem parecer um bom caminho, mas na verdade são uma armadilha. “Quando o consumidor começa a duvidar de que irá conseguir cumprir com os pagamentos das parcelas, a ação revisional do contrato feito com o banco pode vir à mente só que não são uma boa pedida. As instituições de crédito são privadas e conversam entre si. Por isso, o seu nome pode ficar marcado como um mal pagador nos cadastros internos. Caso não consiga arcar com os custos, é melhor ir negociar a venda do carro em uma loja de confiança exigindo a quitação. Por sua vez, as empresas que fazem promessas de melhoria no seu score na realidade não agem com transparência de como irão conseguir isto, e quando conseguem, esta é feita de forma obscura, podendo envolver o seu nome em atos ilegais, e logo seu score cairá. O Ideal é você mesmo pagar suas contas em dia, de preferência com 5 dias de antecedência, e não deixar nunca nenhuma conta atrasar, assim a sua pontuação sempre estará boa, as instituições entenderão que você honra seus pagamentos em dia e lhe ofertarão taxas menores, bem como valores maiores”, finaliza o executivo.

Conteúdo Relacionado

Rolar para cima