fbpx

Meia 92

sábado, 15 de junho de 2024

Ministério do Turismo apoia superação de dificuldades no Rio Grande do Sul

MINISTERIO DOTURISMO

Ações da Pasta fazem parte de um esforço conjunto do Governo Federal, dão suporte ao setor – duramente prejudicado pelas chuvas – e permitirão a recuperação econômica do estado por meio do turismo

 Em um esforço conjunto do Governo Federal para ajudar o Rio Grande do Sul a superar dificuldades geradas pelas chuvas, o Ministério do Turismo vem adotando ações no sentido de auxiliar a manutenção e a recuperação do setor no estado. Uma delas é a disponibilidade de um total de R$ 200 milhões do Fundo Geral de Turismo (Novo Fungetur), voltados à concessão de financiamentos com condições especiais a atividades turísticas prejudicadas.

O MTur editou portaria inédita flexibilizando o pagamento do crédito, que envolve benefícios como a suspensão, por até 6 meses, dos prazos de quitação e a ampliação da carência nas operações já contratadas e futuras. Os recursos permitem a realização de obras, a aquisição de equipamentos e a obtenção de capital de giro por negócios a exemplo de meios de hospedagem e agências de turismo inscritos no Cadastur (Cadastro de Prestadores de Serviços Turísticos).

O Ministério do Turismo também desenvolve a campanha “Não Cancele, Reagende!”, que incentiva visitantes a reprogramar viagens ao estado em outros períodos. Além disso, a Pasta liberou todos os pagamentos referentes a obras de infraestrutura turística apoiadas financeiramente pelo órgão por meio de verbas próprias e de emendas parlamentares direcionadas à região, assegurando avanços na concretização dos projetos.

O ministro do Turismo, Celo Sabino, enfatiza que as medidas buscam preservar negócios e atrativos do setor. “A prioridade do Governo Federal é apoiar o socorro às vítimas e suas famílias, e os nossos esforços incluem agir para que empreendedores turísticos mantenham os seus negócios e, quando possível, possam ter no turismo uma importante ferramenta de retomada econômica”, explica Sabino, que, nesta semana, participou de videoconferência com o governador gaúcho, Eduardo Leite.

Outra providência do MTur engloba a articulação, junto ao Ministério de Portos e Aeroportos, de uma malha aérea emergencial para o Rio Grande do Sul, a fim de suprir as necessidades de transporte no estado. O Ministério do Turismo também serve de ponto de coleta de doações às vítimas das chuvas na região. A Pasta recebe itens como água potável, alimentos não perecíveis, colchonetes, fraldas descartáveis (infantis e geriátricas) e vestuário, entre outros.

Atento ao potencial do Rio Grande do Sul de receber visitantes após a crise, o Ministério do Turismo planeja, ainda, focar a promoção de destinos gaúchos no Salão Nacional do Turismo, marcado para agosto, no Rio de Janeiro (RJ). O espaço terá uma área dedicada ao estado, de forma a estimular a procura da localidade pelos viajantes. A Embratur também vai integrar o Rio Grande do Sul às ações de divulgação da Agência no exterior, com o objetivo de atrair estrangeiros ao estado.

PRÓXIMAS AÇÕES – O ministro Celso Sabino mantém diálogo junto a várias autoridades e ao trade turístico nacional para mobilizar apoio ao estado. Houve reuniões, por exemplo, com as prefeituras de Gramado e Canela – grandes destinos turísticos locais – e membros do Conselho Nacional de Turismo (CNT), entre outros. Na próxima semana, o titular do MTur fará um grande encontro com a bancada federal gaúcha e representantes de vários setores produtivos. A pauta vai englobar ações que permitam a retomada econômica local por meio do turismo.

Conteúdo Relacionado