fbpx

Meia 92

sábado, 13 de abril de 2024

Treinamento parental: cinco benefícios da prática que melhora o dia a dia de pais e filhos

pai-e-filho-se-divertindo-no-parque

Cada família é única e não existe fórmula mágica para educar. Ao contrário do que diz o senso comum, ninguém nasce pronto para ser mãe ou pai. Obviamente, algumas pessoas passam pelas fases da parentalidade com mais naturalidade, mas se trata de uma construção, onde não existe uma “receita correta”.

Com o objetivo de ajudar no dia a dia dos pais e tornar essa tarefa menos desafiadora, o treinamento parental aproxima os pais do processo terapêutico, com conhecimento técnico e prático relacionado à aplicação dos objetivos de intervenção, para que estes possam, dessa forma, ajudar seus filhos a se desenvolverem da melhor forma.

“O treinamento parental é algo que fazemos com muita frequência em nossa rotina como acompanhantes terapêuticos e é importante que fique claro que este processo deve ser sempre conduzido por psicólogo especializado”, diz Filipe Colombini, psicólogo parental e CEO da Equipe AT, empresa especializada em Acompanhamento Terapêutico. “Além das intervenções beneficiarem o vínculo familiar e serem positivas para o desenvolvimento dos pequenos, elas também promovem a redução do estresse, ansiedade e dos sentimentos de culpa e luto que surgem frequentemente entre os pais”, conclui.

O processo todo acontece no ambiente familiar e envolve todos os membros da casa em seu ambiente, sempre visando a criação e fortalecimento de vínculos sólidos e saudáveis.

Durante as sessões de treinamento parental, o psicólogo não só orienta direcionamentos para os pais (de forma verbal), mas faz intervenções práticas conduzindo situações em tempo real, para que o aprendizado dos pais aconteça de forma efetiva.

Confira, a seguir, cinco benefícios do processo, segundo Colombini:

  1. Melhora vínculos familiares. Durante a infância, as crianças são expostas a diversas situações de socialização. Todas elas, do ambiente escolar à vizinhança, proporcionam situações que contribuem para seu desenvolvimento, mas, sem sombra de dúvidas, o elo familiar é o elemento de maior influência nesse processo.  Cabe à família garantir aos pequenos um ambiente estruturado, seguro e afetivamente caloroso. “Portanto, ter vínculos familiares saudáveis é fundamental para o bom desenvolvimento da criança e do adolescente”, diz o especialista.
  2. Promove a formação de adultos responsáveis. O treinamento parental refina as habilidades e ações dos pais. Com isso, eles têm maior facilidade em ensinar às crianças sobre valores e responsabilidades. “Vale destacar que o psicólogo jamais julga ou aponta erros, pelo contrário, ele se baseia na realidade de cada casa e família para orientar de forma educativa, é um trabalho de parceria”, diz Filipe Colombini.
  3. Facilita autonomia e independência. Poder contar com a presença de um psicólogo na rotina da família torna o aprendizado de adultos e crianças mais fácil. “O objetivo é educar até a ajuda do profissional ser menos necessária. Ao longo das sessões, pais e filhos vão construindo um ambiente saudável e respeitoso, até que a relação não precise mais de mediação”, explica Colombini.
  4. Oferece apoio em situações de conflito. Os pais se sentem mais validados e compreendidos quando existe o treinamento parental. “Ao presenciar o dia a dia das relações, o profissional consegue entender as causas dos problemas de forma efetiva. Com isso, é capaz de fornecer suporte e ajuda de forma prática, assertiva e eficaz”, diz o psicólogo.
  5. Melhora o desenvolvimento escolar das crianças. O treinamento parental constrói um ambiente saudável e propício para o aprendizado. “As crianças não apenas crescem habituadas aos estudos, mas também desenvolvem aspectos necessários para um bom desempenho escolar, como empatia, responsabilidade e interesse pelo aprendizado”, diz Colombini.

Conteúdo Relacionado