fbpx

Meia 92

sábado, 13 de abril de 2024

Cinco sinais de mastigação errada: dentista alerta como identificar e corrigir o problema

Isolated shot of displeased dark skinned young female has Afro haircut, keeps hand on cheek, frowns face from pain, suffers from toothache, dressed in casual sweater, expresses negative emotions

Ter uma mastigação correta e dentes alinhados vai muito além da estética. Ele é responsável pelo o sistema gástrico, ajuda na absorção de nutrientes e a fazer uma boa digestão. Uma mordida inadequada nem sempre é tão aparente, mas apresenta muitos sinais, de acordo com a cirurgiã-geral Claudia Consalter, diretora executiva da OrthoDontic. Conheça os cinco principais sinais:

Comer rápido

Uma das características mais comuns é comer muito rápido, ao ponto de não saborear o alimento. Para garantir que sejam completamente triturados antes de serem engolidos, mastigar devagar é essencial nesse processo. Quem costuma acabar a refeição primeiro que todo mundo e não dedica um tempo adequado para esse momento, tem grandes chances de ter dentes desalinhados.

Estalos durante as refeições

Ouvir estalos ou ruídos na mandíbula durante a ingestão de alimentos é outro ponto de atenção. Essa condição pode indicar problemas na articulação temporomandibular (ATM). Em caso de sentir ou ouvir estalos frequentes, é aconselhável procurar a orientação de um profissional de ortodontia.

Engasgos com frequência 

Engasgos frequentes durante as refeições pode ser um sinal de que a comida não está sendo processada de forma adequada. Uma mordida eficiente ajuda a quebrar os alimentos em pedaços menores, facilitando a passagem pelo sistema digestivo. Logo, se os engasgos forem comuns no dia a dia, é hora de fazer uma avaliação.

Problemas de gastroenterite 

Azia, refluxo e dores abdominais podem estar ligados a uma mastigação errada. Muitas pessoas acreditam que esses sintomas têm relação apenas com o estômago, mas em grande parte dos casos, eles aparecem em decorrência dessa mordida errada. Quando os alimentos não são devidamente triturados na boca, o estômago acaba tendo dificuldade em processá-los, levando a desconfortos.

Problemas na respiração

Dificuldades de respiração ao comer é outro sintoma. Nesse sentido, problemas na mastigação podem resultar em dificuldades respiratórias, especialmente durante as refeições. Isso pode estar relacionado à posição da mandíbula e à abertura adequada da boca ao consumir os alimentos.

Ganho de peso

O ganho de peso também é outra consequência, já que mastigar de forma inadequada influencia os hábitos alimentares. Além disso, comer rápido demais pode levar a uma sensação de fome persistente, causando o  aumento na ingestão calórica e, eventualmente, quilos a mais na balança.

Como resolver o problema?

Identificar é o primeiro passo para corrigir e prevenir consequências mais sérias. Dentre as estratégias que ajudam a aprimorar o modo como você mastiga, estão:

-Ter consciência do processo para mudar de hábito;

-Buscar por orientação profissional especializado, como um dentista de sua confiança;

-Fazer tratamentos ortodônticos;

-Manter hábitos alimentares saudáveis;

-Prestar mais atenção na mastigação e saborear a comida sem pressa.

Ao prestar atenção à sua técnica de mastigação e buscar orientação profissional quando necessário, é possível garantir uma digestão eficiente e a absorção adequada de nutrientes, promovendo, assim, sua saúde como um todo.

Conteúdo Relacionado