fbpx

Meia 92

segunda-feira, 24 de junho de 2024

Santos tem o mês de janeiro mais chuvoso desde 2010

carlos_nogueira_2878
Foto divulgação

As chuvas dos últimos três dias em Santos representam quase 90% da média histórica para todo o mês. Segundo a Defesa Civil do Município, o acumulado das últimas 72 horas (até 18h50) atingiu 293,8mm. O acumulado do mês está em 511,6mm. Até agora, a Cidade já tem o janeiro mais chuvoso desde 2010. Os morros estão em estado de atenção.

Desde a noite de quarta-feira (24) foram contabilizadas 54 ocorrências entre deslizamentos e quedas de árvore, todas sem vítimas.

No final da manhã desta quinta (25), houve deslizamento de terra na encosta do Morro São Bento, ao lado do Complexo Marina Magalhães, próximo à rodoviária. Também sem vítimas. Houve, ainda, deslizamento de terra no Morro Santa Maria, na comunidade Vila Israel, onde técnicos da Defesa Civil indicaram a desocupação de casas. As famílias foram orientadas a procurar o Centro de Convivência Santa Maria para atendimento da Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds). Apenas quatro famílias foram ao local, porém nenhuma aceitou abrigamento.

Já no Morro do Marapé, onde foi registrada queda de muro que atingiu cinco moradias, na quarta-feira (24), subiu para três o número de famílias acolhidas na Sociedade de Melhoramentos do Marapé, onde foram atendidas pela Seds. Uma mulher com um filho de 8 anos procurou atendimento na tarde desta quinta-feira (25). Outras duas famílias que tiveram as casas atingidas pelas chuvas já haviam sido acolhidas na quarta-feira (24).

Desde a noite de quarta-feira (24), foram registradas ocorrências de queda de árvores, de blocos rochosos e de muros (Marapé, Saboó e José Menino). A Defesa Civil acompanha todas essas ocorrências.

Nos casos das quedas de árvore/galhos, a Coordenadoria de Paisagismo (Copaisa) é acionada para a retirada dos vegetais e limpeza do local. O trabalho preventivo de poda dos vegetais contribuiu para reduzir os danos. Dos mais de 35 mil exemplares arbóreos espalhados por Santos, após a forte chuva que atinge a Cidade desde a tarde de quarta-feira (24), houve 19 quedas de árvores, o que representa 0,05% do total de vegetais existentes na Cidade.

A previsão para a sexta-feira (26) é de continuidade da chuva, mas o volume previsto é menor do que o ocorrido na quarta (24) e nesta quinta-feira (25). A probabilidade de ocorrência de chuva de moderada a forte é de 80%, de acordo com dados da Defesa Civil de Santos. No sábado (27) e domingo (28) também haverá chuva em alguns momentos, mas com menor persistência e intensidade, passando a ter melhoria gradual do tempo.

Esta iniciativa contempla o item 11 dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável da ONU: Cidades e Comunidades Sustentáveis. Conheça os outros itens do ODS.

Conteúdo Relacionado