fbpx

Meia 92

sábado, 2 de março de 2024

VIDA BILÍNGUE – Content e function words

f9f8a8e8-d426-4039-8f72-db382a0e0a5d

Aprenda a reconhecê-las e melhore sua pronúncia

 

Melhorar a pronúncia é sempre a meta quando o assunto é falar um outro idioma que não seja o nosso. Via de regra, a gente está sempre querendo aprimorar esse aspecto do idioma, o que sem dúvida melhora também o entendimento das pessoas sobre o que falamos.

Tem uma coisa da parte técnica da língua que, se a gente toma ciência dela, a nossa pronúncia começa a melhorar bem. E mais ainda: a nossa habilidade auditiva aumenta!

A gente sabe que qualquer língua é composta por palavras. Essas palavras são classificadas em dois grupos principais: content e function. E o que seria isso?

As content words são as palavras que têm sentido próprio, elas transmitem conteúdo para o que falamos. São substantivos, adjetivos, advérbios, verbos (menos o to be), WH words como What, Why, Where etc, pronomes possessivos e palavras contendo negação (no, not, don’t, won’t etc).

Já as function words são as palavras que auxiliam na ligação das partes importantes da sentença, como preposições, artigos definidos e indefinidos, determinantes, verbos auxiliares, verbo to be, pronomes pessoais e conjunções.

Na prática funciona assim: quando falamos, as palavras que recebem maior stress são as content words. Já as function words não são enfatizadas. Elas estão na frase para fazer ligação, dar naturalidade à comunicação, mas o stress sobre elas é menor. É por isso que a gente não consegue, às vezes, entender “tudo” o que um nativo fala. É que muitas palavras não recebem stress, e daí acabam “sumindo” do contexto. Estudar essa área da língua ajuda a treinar o ouvido a perceber, inclusive, essas palavras que costumam “sumir” do contexto.

Vamos analisar uma frase simples para entender melhor como isso funciona.

“I go to the school by bus”. (Eu vou para o supermercado de ônibus.)

Na frase acima, temos somente três content words: o verbo GO (ir), e os substantivos SCHOOL e BUS. Naturalmente, essas palavras são enfatizadas na fala por transmitirem conteúdo.

As outras são as function words: o pronome pessoal I, a preposição TO, o artigo definido THE e a preposição BY.

Dicas

Um exercício bem legal para praticar o reconhecimento dessas palavras é

um bem antiguinho, mas que super funciona: o dictation (ditado).

Pra deixar essa atividade com uma cara mais moderninha, você pode buscar em plataformas como Youtube e até em aplicativos exercícios específicos de dictation pra você treinar.

Comece com frases mais simples, depois aumente o grau de dificuldade. Você vai sentir que, no início, talvez você deixe passar muitas function words, já que elas recebem menos stress. Com o tempo, seu ouvido vai reconhecê-las mais facilmente dentro dos contextos. Paralelamente, sua forma de falar vai se aprimorando e, por fim, sua pronúncia melhorará bastante.

Boas práticas e até a próxima!

Denise Domingues é jornalista, graduada em História

e atua como English teacher desde 2005.

Está no mercado como profissional independente desde 2011.

@teacher_domingues_denise

Conteúdo Relacionado