fbpx

Meia 92

sábado, 18 de maio de 2024

Principais feiras das indústrias pet e veterinária da América Latina têm início em São Paulo

INF-9557-net

Começaram hoje, no São Paulo Expo, os principais encontros de negócios dos setores pet e veterinário da América Latina. Promovidas pela NürnbergMesse Brasil, a PET South America e a PET VET, que este ano ocupam uma área de 30 mil m², têm expectativa de receber 40 mil visitantes até o final do evento, na sexta-feira.

Com mais de 500 marcas expositoras, entre fabricantes, distribuidores e fornecedores do segmento, as feiras apresentam os principais lançamentos e novidades de produtos, equipamentos e serviços das indústrias. O que, para Robson Schuler, proprietário de um pet shop no Rio de Janeiro, é sinônimo de prospecção. “Eu venho à PET South America para fazer novos negócios e conhecer novos produtos. Muitos fornecedores que eu tenho hoje na loja são provenientes da feira”, afirma o executivo que está no evento pelo terceiro ano seguido.

O segmento de pet care deve representar, em 2023, 7% do faturamento anual da indústria, com R$ 3,08 bilhões e um crescimento de 15% em relação ao ano anterior. A projeção é da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet).

A Bubbles, que trabalha com linhas de produtos de higiene e cosméticos para pets, é uma marca que se empenha para isso. Há três anos como expositora da PET South America, a empresa trouxe à essa edição oito lançamentos com o objetivo de aumentar o seu faturamento. “Nossa expectativa é do tamanho do nosso investimento. Viemos com um estande maior este ano e esperamos que o faturamento seja de aproximadamente 100% a 150% acima do que o do ano passado”, conta João Victor Martin, CEO da companhia. Para o expositor, “participar da feira é imprescindível, caro é não participar”.

Outra expositora com expectativa alta é a Bentonisa, que quer fechar R$ 500 mil em novos negócios nos três dias de evento. A equipe comercial vem, anualmente, do interior da Paraíba para prospectar clientes do resto do Brasil. “Acredito que já tenhamos fechado, desde a primeira participação da empresa na feira, há 3 anos, cerca de R$ 800 mil em negócios, portanto a meta é alta para 2023. Precisamos bater o recorde em relação às últimas edições”, revela Egnus Ferreira, gerente comercial da fabricante da marca CareCat.

Além de prospecção, exposição de produtos e apresentação de serviços, a PET South America teve hoje a sua primeira rodada de negócios e o início do MasterGroom, maior competição de tosa e estética animal do mundo, com cerca de 850 inscritos. Já a PET VET, feira voltada ao setor veterinário, teve uma série de palestras com os mais renomados profissionais do setor. O evento ocorre simultaneamente à PET South America e teve, entre os destaques, neste primeiro dia, a apresentação da Dra. Mariane Borges sobre esporotricose, doença fúngica que afeta o animal por meio de feridas na pele.

Conteúdo Relacionado