fbpx

Meia 92

sábado, 2 de março de 2024

Inclusão de fibras na dieta dos pets melhora o bom funcionamento do trato gastrointestinal

08-Feeding-Cat-Bunker-01589-EDIT

As fibras, carboidratos complexos cujas ligações são acessíveis somente pela microbiota intestinal, desempenham um papel fundamental na alimentação de cães e gatos, junto com proteínas e gorduras. Sua inclusão adequada na dieta dos pets contribui para a saúde intestinal ao promover a retenção de água nas fezes e servir como alimento para as bactérias benéficas do intestino.

As fibras possuem características que as classificam de acordo com a fermentabilidade (rapidamente fermentáveis, lentamente fermentáveis ou não fermentáveis) ou sua solubilidade (solúvel ou insolúvel). Henrique Tobaro Macedo, consultor profissional veterinário da Hill’s Pet Nutrition, explica que existem diversos tipos de fibras, mas de forma geral as fibras insolúveis, que são lentamente fermentáveis ou não fermentáveis, tendem a aumentar o volume fecal e o trânsito intestinal.

“As fibras solúveis, que geralmente são fermentáveis, ajudam a reter água nas fezes e promovem saúde intestinal por servirem de alimento para as bactérias benéficas do intestino. Essas fibras fermentáveis são chamadas prebióticos”, ressalta.

Segundo Macedo, as fibras não estão diretamente relacionadas à prevenção de doenças, mas a inclusão em quantidades adequadas é fundamental para o funcionamento normal do trato gastrointestinal. Em pacientes com problemas digestivos, é importante identificar a alteração presente e qual porção do trato gastrointestinal está sendo acometida. “Alterações no intestino delgado, geralmente vão se beneficiar de alimentos com maior digestibilidade e menor teor de fibras, e alterações associadas ao intestino grosso, e com manutenção da motilidade intestinal, os alimentos com alto teor de fibras costumam ter um melhor resultado” completa o veterinário.

A falta ou o excesso de determinadas fibras podem acarretar problemas nas fezes, como diarreia ou constipação, bem como redução da aceitação do alimento. Nesse sentido, a escolha do alimento e a quantidade de fibras devem ser ajustadas de acordo com os objetivos nutricionais e as necessidades individuais de cada animal. Consultar um médico-veterinário é imprescindível para garantir uma alimentação balanceada e saudável para os pets.

Atualmente existe nutrição própria para ajudar a melhorar a a função gastrointestinal nos pets. Um exemplo é o alimento Gastrointestinal Biome, da linha Prescription Diet, da Hill´s Pet Nutrition, indicado para oferecer suporte nutricional nos quadros de distúrbios gastrointestinais responsivos às fibras, como colite aguda e crônica, constipação responsiva à fibra, diarreia infecciosa, diarreia responsiva a antibióticos, megacólon com motilidade intestinal e disbiose.

Conteúdo Relacionado