fbpx

Meia 92

sábado, 24 de fevereiro de 2024

Eventos fora de época são aliados para combater a sazonalidade do turismo

IMG_6039

O turismo fora de época é um importante motor para a diversificação econômica e criação de empregos, estimulando e fortalecendo o comércio local, a cultura e as tradições durante todo o ano.

O maior desafio das cidades turísticas é lidar com a sazonalidade, ou seja, em apenas uma época do ano a população se concentra, movimentando a economia e o turismo, enquanto em outros momentos a cidade fica vazia e os setores ficam estagnados.

Quando uma cidade depende apenas do turismo de verão ou inverno, ela perde oportunidades. Para isso, Florianópolis vem trabalhando na direção oposta, buscando potencializar o turismo e fomentar essa circulação em outros momentos do ano.

O setor hoteleiro de toda a capital catarinense, registra em agosto, o maior nível de reservas para o mês em comparação aos últimos anos. Isso se dá através de estratégias de fomento ao turismo segmentado, exatamente para explorar e alavancar outros períodos do ano.

Florianópolis, assim como toda a região litorânea do Brasil, chama a atenção pelas praias, as belezas naturais e tudo que esteja ligado ao verão. Porém, assim como em todas as cidades do Brasil, há lugares turísticos e experiências que só podem ser vivenciadas em momentos específicos, totalmente fora de época.

O Floripa Conecta nasceu com esse intuito: um movimento de conexão entre iniciativas públicas e privadas na cidade de Florianópolis, com o propósito de fortalecer o desenvolvimento econômico regional, bem como, unir os atores da tecnologia, do turismo e da economia criativa.

Com esse movimento, o mês de agosto na cidade foi transformado. Somente em 2022, o Floripa Conecta gerou mais de R$50 milhões e atraiu mais de 145 mil pessoas. Nesta edição, que irá até o final de agosto, acontecerão mais de 150 eventos em todas as regiões da cidade.

“O principal objetivo de todo o movimento é estimular a mistura de segmentos, potencializar oportunidades de desenvolvimento, e sobretudo, ampliar as conexões entre a população local, e por consequência, atrair turistas de todo o país. Venderemos o que a cidade tem de melhor: o turismo, a tecnologia e a gastronomia”, afirma Thaynan Mariano, diretor executivo do Floripa Conecta.

Então, além dos atributos proporcionados pela natureza, eventos que promovam turismo de negócios, networking, troca de experiências e um belo visual para completar a estadia tornam a cidade um ponto de encontro de empresários e gestores, que aliam o dever com o lazer durante suas vindas à Floripa.

Na agenda de agosto, ainda está o Startup Summit até o dia 25 de agosto e a Maratona Internacional de Florianópolis que ocorrerá entre os dias 25 e 27 de agosto, considerada uma das maiores corridas de todo o estado, com expectativa de participação de 17 mil atletas de todo o país e de outras localidades.

Assim, Florianópolis não depende somente de épocas específicas para gerar receita, o que diversifica e movimenta a economia local, que se torna menos vulnerável a oscilações, estimulando não somente os estabelecimentos hoteleiros, mas também o comércio, o consumo e a promoção da cultura do município.

Ao focar no turismo fora de temporada, Florianópolis, assim como outras cidades, experimentam a oportunidade de um turismo sustentável, otimizando a estrutura disponível e recursos investidos, colocando a cidade na lista do calendário nacional.

Conteúdo Relacionado