fbpx

Meia 92

terça-feira, 25 de junho de 2024

Dor ciática: o que é, sintomas e tratamentos

SAÚDE MEIA92

Ciatalgia, ou ciática, são os nomes dados para a dor que se manifesta pela compressão ou inflamação no nervo ciático. Ele é o maior nervo do corpo humano, que tem início na região da coluna lombar, tendo um que segue o trajeto da perna direita e outro da perna esquerda, se estendendo até a inervação dos pés. De acordo com a Sociedade Europeia da Coluna – Eurospine, muitos casos de dor ciática se resolvem sem necessidade de tratamento e em até seis semanas. Para lidar com o desconforto, opções como analgésicos, exercícios físicos e até mesmo compressas frias ou quentes ajudam a aliviar as dores.

Segundo o Dr. André Evaristo Marcondes, ortopedista e especialista em coluna do Núcleo de Medicina Avançada do Hospital Sírio-Libanês, a dor ciática é um dos sintomas de diversas patologias que podem causar a compressão deste nervo, como a hérnia de disco, degeneração discal, espondilolistese, estenose do canal lombar, entre outros. “O disco herniado, no entanto, é o responsável pela maioria dos casos de dor ciática, pois além de causar compressão, o material do seu núcleo pode vazar e causar irritação ao nervo, devido sua composição química”, diz o especialista.

A dor ciática costuma se manifestar por toda a extensão do nervo. Pode iniciar de forma leve, com formigamentos que evoluem para dor de intensidade progressiva; de forma aguda, quando aparece de repente, com característica de pontadas e queimação; e pode se tornar crônica, quando persiste por mais de três meses. “Existem situações em que o problema foi tratado e a dor não responde, isso significa que o caso evoluiu para um quadro de dor crônica complexa e intratável, uma das complicações mais temidas desse tipo de lesão. Neste cenário, será preciso uma intervenção específica para estas dores”, explica Evaristo.

Dicas para evitar e aliviar a dor ciática

A melhor prevenção é a adoção de hábitos saudáveis para a manutenção do peso e da postura. Dessa forma, exercícios simples, como alongamento, caminhada, fortalecimento muscular na região abdominal e costas, auxiliam na sustentação da coluna e evitam o desgaste dos discos intervertebrais. Se não for possível evitar a dor, algumas indicações podem ajudar a aliviar:

  • Não ficar muito tempo na mesma posição;

  • Fazer compressas frias ou quentes, para conter a inflamação;

  • Ao dormir, utilizar colchões firmes, mas não muito duro ou macio demais;

  • Fazer alongamento de lombar e pernas, com cuidado para não machucar e piorar a inflamação;

  • Tomar analgésicos, anti-inflamatórios ou outros tipos mais específicos de medicação, como anti-depressivos específicos e anti-convulsivantes, com orientação de um médico;

  •  Recorrer a terapias alternativas, como acupuntura.

“Estas dicas ajudam a aliviar o quadro de dor, que pode durar até seis semanas, mas é imprescindível procurar um médico para identificar a manifestação da dor ciática. Dessa forma, a ação será na causa, com consequente cura ou melhora deste sintoma”, finaliza o Dr. André Evaristo.

Conteúdo Relacionado