fbpx

Meia 92

sexta-feira, 1 de março de 2024

Vênus retrógrado: O que significa a mudança no planeta do amor?

Vista-de-Venus-sem-nuvens-em-3D-scaled

A astróloga Sara Koimbra explica esse evento e seus efeitos

 Vênus é conhecido como o planeta do amor, da beleza, da riqueza, e dita como você se relaciona, a maneira como você expressa afeto. E desta vez é ele que está retrógrado. Quando isso acontece ele estaciona a energia e desperta a dúvida, fazendo as pessoas avaliarem seus relacionamentos e a forma de lidar com eles.

Segundo a astróloga Sara Koimbra, esse não é um bom momento para iniciar novos relacionamentos. “Agora não é o período certo para começos ou mudanças de status, como, por exemplo, um casamento. Enquanto Vênus está retrógrado há muitas chances de não dar certo. Este é o momento de reavaliação de todas as emoções e a valorização dentro do momento atual. Então, pequenos conflitos e dúvidas podem se transformar em algo maior e estremecer a relação”, explica.

O planeta está retrógrado em Leão, o signo que rege a casa cinco, que justamente é a casa do amor, de filhos, de se divertir, da autoestima. Quando Vênus passa por Leão sem estar retrógrado, queremos amar e ser amado. Agora quando Vênus fica estacionado em Leão a energia da autoestima pode ficar muito complexa, então a pessoa pode ficar insegura e achar que ela não é suficiente no relacionamento.

“A pessoa não se valoriza por alguma questão física e se questiona sobre ser interessante ou não, mesmo tendo se destacado durante a vida. Isso reverbera com muita força nos relacionamentos, por isso a dica é esperar essa fase passar para iniciar um novo ciclo emocional ou evoluir no atual”, comenta a astróloga.

“Por ser um período de reavaliação, talvez as pessoas até percebam que aquilo que buscavam no outro ou queriam que a outra pessoa enxergasse, não seja o mais importante dentro do relacionamento. Isso pode trazer uma crise existencial, então é preciso ter um pouco de cuidado para lidar com esse momento tão delicado que dura até o dia 3 de setembro”, finaliza Sara.

Conteúdo Relacionado