fbpx

Meia 92

segunda-feira, 24 de junho de 2024

Número de cuidadores de idosos no Brasil sextuplica na última década

acuidar-londrina

De acordo com dados da Organização das Nações Unidas (ONU), a expectativa de vida no Brasil subiu de 72,8 anos em 2021 para 76,2 anos em 2020, com a expectativa de alcançar a faixa de 88,2 anos em 2100. O aumento da população idosa implica no crescimento da demanda de cuidadores, profissionais responsáveis por garantir o bem-estar e prestar auxílio ao paciente no cotidiano.

De acordo com pesquisas do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), do Ministério do Trabalho e Previdência, em dez anos, o número de profissionais na área saltou de 5.263 para 34.051, ou seja, um aumento de 547%.

A projeção é que a profissão ganhe cada vez mais espaço no cenário nacional, uma vez que a expectativa é que o país conte com mais de 39 milhões de idosos nos próximos dez anos, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Diante desse panorama, empresas focadas no setor têm apresentado destaque. A Acuidar, franqueadora de cuidadores, abriu mais de 20 unidades no primeiro semestre de 2023, ultrapassando a marca de 80 franquias no território nacional. A empresa foi fundada em 2016, pelo geriatra Vitor Hugo de Oliveira, 36, e pela fisioterapeuta Jéssica Ramalho, 31.

A ideia partiu de uma necessidade de assistência médica de qualidade em sua cidade-natal, João Pessoa, o que os motivou a começar com atendimentos domiciliares. Ao entrar para o setor de franchising em 2020, o crescimento foi ascendente, levando a marca a um faturamento superior a R$53 milhões no ano de 2022.

A ampliação da população com faixa etária superior a 65 anos faz com que serviços como os prestados pela Acuidar, sejam cada vez mais procurados. Para o ingresso na área, o profissional deve realizar cursos de especialização, com duração de 80 a 160 horas, além de ter mais de 18 anos. A remuneração varia de acordo com as horas trabalhadas e grau de profissionalização.

Conteúdo Relacionado