fbpx

Meia 92

sexta-feira, 1 de março de 2024

Folhas e talos de legumes e hortaliças não utilizados pelo comércio alimentam pessoas em vulnerabilidade social

Screenshot-20230701-094243

Ong fundada pela microempreendedora de gastronomia Regiane Cassimiro, desenvolveu receitas com insumos que são apropriadas para consumo, mas que tradicionalmente não vai para a mesa do brasileiro

O uso integral dos alimentos de origem vegetal podem ser uma solução para quem vive na fome e, ao mesmo tempo, protege o meio ambiente. Foi pensando nisso e criando pratos nutritivos que a microempreendedora de gastronomia Regiane Cassimiro encontrou uma forma de fazer o bem com o apoio dos comerciantes da região e fundou a ong “Beira do Fogão”.

Desde então, por enquanto ainda trabalhando sozinha com a ajuda da família, transforma as noites de cerca de 30 pessoas diariamente com os alimentos que prepara. São receitas que ela mesma testou, estudando sobre esses ingredientes e descobriu que, muitas vezes, as folhas e os talos são mais saborosos e têm mais vitaminas do que o restante que os brasileiros preferem levar para a mesa. Os insumos, ela busca por doações nos hortifrutis do bairro onde mora.

Toneladas de alimentos são desperdiçadas diariamente

De acordo com o IBGE, cerca de 26 milhões de toneladas de alimentos são jogados no lixo anualmente, o que poderia alimentar 35 milhões de pessoas, segundo a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária). Com tudo isso, além de ajudar o próximo, diminui a quantidade de lixo dos aterros, menos gasto de combustível nos caminhões que fazem a busca desses alimentos diariamente.

As folhas da beterraba e cenoura, por exemplo, que já eram utilizadas por ela, são inspiração para novos pratos que rendem muito e são deliciosos. “Minha intenção
é que com esses alimentos desperdiçados a gente consiga alimentar no mínimo 30 pessoas por noite, oferecendo a elas um pouco de conforto, principalmente nesses dias
frios que vem fazendo na cidade de São Paulo”, diz Regiane.

Para esse trabalho acontecer, além dos hortifrutis, Regiane precisa de doações e ajuda de supermercados para o uso de alguns dos insumos necessários para o preparo dos pães caseiros e tortas, como farinha de trigo, óleo, ovos e leite, para os quais ainda não conta com apoio e faz o investimento do próprio bolso.

“Você que vai em feiras e hortifrutis fazer suas compras, não deixe de levar para casa as folhas da cenoura, beterraba, folhas soltas do repolho e acelga,
pois elas se transformam em tortas, omeletes, ensopados muito saborosos além de muito nutritivos”, finaliza Regiane.

 

Conteúdo Relacionado