fbpx

Meia 92

sábado, 18 de maio de 2024

Como se preparar para viajar com o pet?

Labrador with the suitcase  isolated on a gray background.

As férias escolares são, para muitas famílias, sinônimo de viagem e quebra da rotina. Quando a família tem um pet, incluir o peludo nos passeios e viagens faz parte da programação e deve ter uma atenção especial.

“Alguns pets adoram viajar, enquanto para outros a viagem em si, o deslocamento e a adaptação em um novo local temporário, pode ser um martírio. Por isso é muito importante entender primeiramente qual é a personalidade do seu pet e saber como ele se comporta em viagens”, comenta a médica-veterinária gerente de produtos pet da Ceva Saúde Animal, Nathalia Fleming.

A profissional aconselha que os animais que não são muito adeptos à passeios, interação com outros humanos e com outros animais, possam ficar em casa sobre a tutoria de algum familiar, amigo ou pet sitter, respeitando as suas necessidades individuais. Isso é válido especialmente para os gatos, já que o estresse da mudança de ambiente para estes animais pode provocar importantes problemas de saúde.

Quando o pet é mais adepto às viagens e aventuras, é importante planejar o roteiro levando sempre em consideração as necessidades do animal, incluindo paradas mais frequentes durante o trajeto, priorizar atrações e restaurantes que sejam pet friendly, e não esquecer de preparar a malinha do pet com atenção para que não falte nada para ele durante a viagem. Assim é bem provável que todos usufruam de momentos de diversão e criem boas memórias durante as férias.

“Na malinha do pet que viaja é primordial levar os remédios que o pet toma, caso esteja fazendo tratamento para alguma doença, ração e petiscos que ele esteja adaptado, os potes de comida e de água, brinquedos e uma toalha caso o pet precise de um banho. É muito importante também levar a carteirinha de vacinação do animal, de preferência com todas as vacinas em dia, e ter uma lista de clínicas veterinárias disponíveis para atendimento na região, caso ocorra alguma emergência e o pet precise de atendimento”, Nathalia elucida.

Para que o trajeto seja seguro e confortável para os peludos, eles devem utilizar caixa de transporte, cadeirinha ou cinto de segurança específico para a espécie. Opte pelo dispositivo de segurança ao qual o pet esteja melhor adaptado. Além disso, caso a viagem seja feita de ônibus ou de avião, é importante entrar em contato com a companhia de transporte com antecedência para saber quais são as exigências para a viagem do pet.

“Muitas empresas pedem um atestado de saúde emitido pelo médico-veterinário e os comprovantes de vacinação. Se a viagem for de avião para outro país, é possível que para entrar no país seja necessário sorologia contra raiva, além de outros documentos. É importante estar muito bem informado quanto à isso para que a viagem não seja cheia de dores de cabeça e impedimentos para o pet e os tutores”, reforça a profissional.

Alguns pets podem necessitar de medicamentos para controlar enjoo e mal-estar durante o transporte, especialmente entre longas distâncias. Se o trajeto estiver sendo percorrido de carro, é possível conciliar paradas a cada 2 horas para que o pet beba água, faça as suas necessidades fisiológicas e estique um pouco as patinhas. Estas paradas também ajudam a combater o enjoo.Ao chegar no destino é importante proporcionar ao pet um momento para que ele possa fazer o reconhecimento do local.

Nathalia também lembra que é importante que os pets estejam sempre com o antipulgas e carrapatos em dia, para evitar que estes parasitas indesejáveis atrapalhem as férias e a saúde do pet e de toda a família.

“Para garantir o bem-estar do pet durante a viagem, o tutor pode fazer uso dos análogos sintéticos do odor materno canino, que imita o feromônio liberado pela mãe quando o cachorro é filhote, como o Adaptil®. O produto ajuda na socialização dos cães e auxilia o animal a se sentir mais apto e seguro para lidar com situações diferentes de sua rotina, sem angústia ou estresse. Quando borrifado na bandana e colocado no pet, o produto faz o pet se sentir acolhido e confiante, pronto para desbravar novos locais e fazer novos amigos”, finaliza.

Conteúdo Relacionado