fbpx

Meia 92

terça-feira, 25 de junho de 2024

Em uma semana, milícia de Tandera arrecadou R$ 1,4 milhão em comunidade da Baixada Fluminense

3069E4B0-A8A7-4B2D-A9E5-D0C2FC5F248F

Uma investigação da Polícia Civil e do Ministério Público do Rio de Janeiro revelou que uma milícia pode lucrar muito dinheiro. O chefe de uma quadrilha que controla parte da Baixada Fluminense, Danilo Dias Lima, afirmou que faturou R$ 1,4 milhão em uma semana em apenas uma comunidade em Nova Iguaçu.

A organização criminosa extorquia dinheiro de moradores e comerciantes e tinha planos de conseguir contratos e cargos em prefeituras da região.

A investigação também mostrou que o grupo atua em agiotagem, extração de areia e invasão de casas e terrenos para construções ilegais. Planilhas com cobranças de taxas a moradores e comerciantes também foram encontradas.

Conteúdo Relacionado