fbpx

Meia 92

sábado, 18 de maio de 2024

VIDA BILÍNGUE – Você sabe qual é o seu nível real no idioma que estudou ou estuda?

inglês

A depender do curso que você segue para desenvolver suas habilidades em um segundo idioma, a grade curricular será dividida em diferentes níveis. Algumas escolas ou professores independentes dividem o curso em básico, intermediário e avançado. Em outros casos, o curso poderá ter mais subdivisões, vários básicos, intermediários, avançados, masters e assim por diante. Os cursos em geral acabam seguindo uma lógica similar, mas com variações.

Apesar dessas diferenças entre cursos, o que rege mesmo um teste de nivelamento é um sistema chamado The Common European Framework of Reference for Languages (CEFR). Traduzindo, Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas.

O projeto da criação deste quadro de uniformização da avaliação da proficiência nos idiomas europeus teve início por iniciativa do governo suíço em 1991.

Se você estuda inglês, italiano, espanhol, alemão ou outra língua europeia é esse sistema que vai dizer qual é o seu nível no idioma de verdade.

Nesse sistema, os níveis do idioma são subdivididos da seguinte forma: A1 e A2 (Básicos), B1 e B2 (Intermediários) e C1 e C2 (Avançado e Fluente).

Quando a gente precisa fazer um teste de proficiência, a análise do nosso nível de fluência será feita baseada exatamente nas referências desse quadro.

Mas o que exatamente significam esses níveis? O que é esperado do aluno a partir do nivelamento considerando-se essa tabela?

Eu vou descrever cada um dos níveis e daí você vai conseguir, em poucos minutos, ter uma ideia mais objetiva do nível atual no idioma que você estudou ou estuda. Preste atenção ao que é esperado de você em cada etapa.

 

Nível O que você precisa saber
A1 – Básico Iniciante ·         Compreender e usar expressões cotidianas.

·         Compreender enunciados simples.

·         Apresentação pessoal.

·         Perguntar e responder questões sobre vida pessoal.

·         Compreender falas lentas com estruturas simples.

A2 – Básico ·         Compreender informações para executar tarefas simples.

·         Comunicar suas necessidades imediatas.

·         Comunicar e compreender aspectos da rotina.

·         Descrever sua formação de forma simplificada.

·         Dominar a comunicação para satisfazer necessidades imediatas.

B1 – Intermediário Independente ·         Ser capaz de comunicar-se na escola, trabalho e lazer de forma simples.

·         Ser capaz de lidar com a maioria das situações encontradas na região onde se fala a língua-alvo.

·         Produzir discurso simples e coerente sobre assuntos familiares.

·         Descrever experiências e expectativas.

·         Expressar opiniões.

B2 – Usuário Independente ·         Compreender textos mais complexos sobre assuntos concretos e abstratos.

·          Realizar comunicação espontânea com falantes nativos.

·         Comunicar de forma clara informações sobre temas diversos da atualidade, elencando pontos positivos e negativos, bem como expor soluções.

C1 – Proficiência operativa eficaz ·         Capaz de compreender textos complexos, longos e exigentes, reconhecendo informações implícitas.

·         Expressar-se de forma espontânea sem a necessidade de buscar muito as palavras.

·         Usar a língua de forma flexível em diversas ocasiões.

C2 – Domínio pleno ·         Compreender tudo o que ouve e lê.

·         Resumir as informações orais e escritas, organizando argumentos e fatos de forma coerente.

·         Comunicar-se de forma espontânea distinguindo finas variações em situações complexas.

Fonte de pesquisa: www.britishcouncil.org.br

Agora que você já tem uma ideia mais concreta sobre o que se espera de cada nível, que tal dar uma observada melhor no seu desempenho no idioma?

Minha dica: existe um site (app também) bem legal chamado News in Levels (www.newsinlevels.com). Lá você vai ver textos de um mesmo assunto escritos nos três níveis: básico, intermediário e avançado. Entra lá e dá uma comparada nos textos. Observe os elementos que aparecem no texto avançado e que não aparecem no básico. Ah, e o legal desse site (app) é que tem o áudio também.

Boa prática!

Denise Domingues é jornalista, graduada em História

e atua como English teacher desde 2005.

Está no mercado como profissional independente desde 2011.

@teacher_domingues_denise

Conteúdo Relacionado