fbpx

Meia 92

sábado, 24 de fevereiro de 2024

Técnicas de Skincare: balde com gelo no rosto é saudável?

gelo-em-skin-care

Recentemente viralizou nas redes sociais influenciadoras gringas e brasileiras mergulhando o rosto em um balde com gelo sinalizando que a técnica ajuda a desinchar o rosto e melhorar os aspectos.

A técnica é milenar, mais conhecida como skin icing, e já foi tendência há muitos anos e está retomando agora com ainda mais adeptas pelo mundo inteiro. Celebridades já defendem a prática e não abrem a mão de fazer essa rotina junto com seus cuidados skincare.

A prática que voltou a ser febre novamente vem gerando muitos questionamentos quanto aos seus benefícios para pele.

Nesse cenário, a Me. Thaís Regina Brienza Lataro, professora Farmacêutica e Esteticista da Cruzeiro do Sul Virtual, explica que a técnica skin icing é verdadeira e existem diversos benefícios para saúde da pele com sua prática, pois o ato contrai os vasos sanguíneos do rosto.

“Os capilares sanguíneos da região diminuem de tamanho quando entram em contato com a água gelada, o que ajuda a amenizar as olheiras, além de melhorar a textura dos poros – efeito de fechamento momentâneo, mas que auxilia na preparação do rosto para receber a maquiagem, por exemplo. Além disso, esse ritual tira o inchaço, diminui vermelhidão e promove um “glow” natural na pele”, salienta Brienza.

Thaís destaca também que outro fator positivo dessa técnica de skincare é o fácil acesso, pois todas as pessoas conseguem fazer de forma prática e barata em casa, e é possível perceber o resultado na mesma hora. “Foi exatamente esse efeito imediato que ajudou a viralizar o balde com gelo. A dica é perfeita para quem acabou de acordar com o rosto inchado, ou até mesmo para amenizar o aspecto de cansaço e fadiga da pele”.

Apesar de muitos benefícios, a técnica também possui malefícios que deve ser considerado, principalmente em peles muito sensíveis ou com acnes e lesões. “Temos que pensar que temperaturas muito baixas podem danificar a pele. Com isso, importante a pessoa ter cuidado para não exagerar na dose de gelo, pois dependendo da sensibilidade da pele pode causar até queimaduras e aumento da sensibilidade. Também deve ser evitado contato direto do gelo com o rosto”, alerta a professora.

Em casos de peles mais sensíveis, Thais recomenda que busque por outros métodos disponíveis no mercado, como massageadores faciais e globos gelados.

Por fim, a professora de Farmácia e Estética da Cruzeiro do Sul Virtual orienta: “antes de sair fazendo as tendências que viralizam na internet, tenham cautela e busque um profissional. Se sentir alguma sensibilidade durante o processo, suspenda o uso imediatamente e não utilize o gelo diretamente na pele”.

Conteúdo Relacionado