fbpx

Meia 92

sexta-feira, 1 de março de 2024

Passo a passo: dicas para não cometer erros ao fazer ovos de Páscoa pela primeira vez

Ovo-Cookies

A Selecta Chocolates elaborou um roteiro para os empreendedores ficarem craques ao transformar chocolate em fonte de renda. A Páscoa é uma data comemorativa que ajuda a incrementar as vendas e alavancar os negócios dos transformadores artesanais de chocolates nessa temporada.

Para ajudar a deixar as vendas ainda mais aquecidas, Mari Cakes, culinarista da marca da Duas Rodas, separou uma série de truques, além de dicas importantes sobre como escolher a melhor embalagem para a produção de Páscoa.

 

1 – Defina os sabores

Para a culinarista, quando falta experiência, colocar muitas opções no cardápio acaba atrapalhando a produção. “O ideal é começar com sabores mais básicos, pensando no que já se sabe que são sucesso de vendas, como por exemplo os sabores que trazem a referência de bombons famosos”, sugere Mari.

 

2 – Ovos de Páscoa menores

Na hora de fazer ovos de tamanhos grandes, o importante é perceber a mudança de comportamento do mercado. “Com a ideia de alimentação saudável, as pessoas costumam procurar por porções menores. Além disso, as pequenas lembranças são uma boa pedida, já que muitas pessoas precisam dar presentes e se torna um pouco inviável presentear com ovos grandes”, reforça a culinarista.

 

3 – Teste recheios e finalizações

Na hora da produção, não deixe de experimentar com antecedência a finalização das novidades de Páscoa. Um ponto muito importante é testar a textura e ponto de cada recheio, o comportamento da receita fora da geladeira, a quantidade de insumos utilizados e a melhor decoração para deixar as criações gastronômicas mais bonitas nas embalagens.

 

4 – Faça tudo com antecedência 

Tem coisas que demandam tempo, como as caixas e laços que embalam as guloseimas. “Além disso, alguns recheios podem ser feitos dias antes e armazenados no freezer sem qualquer problema. E, acima de tudo, as cascas de ovos. Se bem embaladas, podem ser armazenadas por até 30 dias. Esses detalhes ajudam a organizar a produção, evitando trabalho até altas horas da madrugada”, prossegue Mari.

 

5 – Programe os pedidos

Essa etapa da organização no negócio vai auxiliar na planilha da produção, que evita compras de ingredientes em quantidades erradas e cálculo indevido de embalagens para colocar a produção de Páscoa. “Ter tudo isso em mente ajuda a evitar o estresse. Mais uma dica final é abrir espaço para o feedback do cliente. Sugira que o cliente faça posts e marque as suas redes sociais. Essa aproximação com o cliente acaba fidelizando ainda mais a relação comercial”, afirma a culinarista.

 

6 – Escolha a melhor embalagem para a Páscoa

Uma das partes mais importantes do planejamento da Páscoa é pensar na embalagem. Afinal, elas ajudam a despertar na clientela o interesse de provar as suas delícias. Todo o ano surgem muitas novidades e tendências nesta área, mas, na hora de ir às compras, pense em como ela pode conversar com o seu produto, valorizar a sua dedicação e também ser atrativa e funcional. Por isso, tenha sempre em mente:

 

  • Identidade

Essa dica vale para todos, porém mais ainda para quem já tem uma marca com uma identidade visual. Selecione uma paleta de cores com a qual você irá trabalhar na embalagem dos seus produtos, e que se identifique com a sua marca. Pense em como estas cores funcionam em diferentes materiais decorativos, como fitas, caixas, embalagens metalizadas.

 

  • Funcionalidade

A função de uma embalagem é encantar, mas também ser útil para você e para o seu cliente. Ela precisa conter a data de validade do seu produto e, se possível, dicas de conservação. Se o seu produto tem uma finalização trabalhada, por exemplo, faz sentido mostrar o seu trabalho. Então, embalagens transparentes são as mais indicadas. Se for um produto muito pesado, precisa de uma embalagem que suporte a estrutura e não se desmonte.

 

  • Versatilidade

Não opte por apenas um tipo de embalagem. Afinal, você não tem apenas um tipo de cliente, não é mesmo? Opte por um leque versátil de opções, como embalagens em acetato, tecidos, sacolas de papel kraft, papelão, caixas de papel, embalagens de vidro. Ter mais opções permite que você também crie mais combinações para oferecer aos seus clientes.

 

  • Personalize

Sim, é muito prático encontrar embalagens prontas, mas o toque final precisa ser seu. Você pode criar um carimbo ou um adesivo com sua logo, tags que identificam a sua marca e trazem o seu endereço de contato, usar uma fita diferenciada de seda, de tela, cordões ou até ingredientes naturais como ramos secos, paus de canela, flores desidratadas. Para o cliente, isso revela todo o carinho que você dedicou em preparar o produto.

 

  • O valor do seu tempo

Não se esqueça de considerar o custo e o tempo gasto para embalagem no preço final do seu produto. Por isso, customizar é uma opção acessível para que você não precise comprar tudo pronto e gaste demais na embalagem do produto final.

 

  • Vá do clássico ao novo

Os plásticos metalizados e o papel celofane são soluções que sempre funcionam em ovos de Páscoa, mas tente sempre inovar mesmo utilizando opções clássicas. Tecidos, por exemplo, estão sendo cada vez mais utilizados para decorar ovos e dão um belo efeito. Caixas de ovo verticais, latas e caixas-moldura também estão crescendo na preferência do consumidor.

Conteúdo Relacionado