fbpx

Meia 92

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2024

Maior consumidor de chocolate do mundo, Suíça tem um consumo per capita anual de 11,6 kg, segundo estudo

Crédito Freepik

Quando falamos de doce, a primeira coisa que vem à mente são os chocolates, seja ele em barra, em alguma sobremesa ou o achocolatado, a guloseima ganhou espaço no coração de muitos brasileiros. Em 2022, o Brasil comercializou 1,75 bilhão de itens ligados ao segmento no ano passado, crescimento de 10% frente ao ano anterior, conforme o estudo encomendado pela Abicab (Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Amendoim e Balas).

Entre as mais famosas guloseimas, os suíços ficaram conhecidos pela sua maestria e o país ganhou a fama de terra do chocolate. Hoje, além dos incríveis doces produzidos no país, a Suíça é o maior consumidor da iguaria do mundo, com um consumo per capita anual de 11,6 kg, segundo a Statista (plataforma online de estatísticas e relatórios) em 2021.

Destacando-se não apenas pelo chocolate, o país ganha espaço entre os estudantes. Conforme a pesquisa Selo Belta 2022, a Suíça entrou no top 15 de destinos mais procurados pelos jovens para realizar intercâmbio (15ª posição), anteriormente, em 2019 (período pré pandêmico) encontrava-se em 23º.

“Entre as diversas opções de estudos, os jovens buscam principalmente a Suíça para a graduação na área de gastronomia e hotelaria, referência no país. Com uma trajetória acadêmica notável, a nação conta com cerca de 30 vencedores do prêmio Nobel nas mais diversas categorias, o que diz por si só sobre sua a força educacional” explana Alexandre Argenta, presidente da Belta – Associação Brasileiras de Agências de Intercâmbio.

Dos cursos buscados pelos estudantes para a experiência internacional, curso profissional com certificado ou diploma, graduação e pós-graduação (MBA ou Master) encontram-se, respectivamente, em 5º, 6º e 7º lugar, segundo pesquisa Selo Belta.

Para estudar na área de gastronomia e hotelaria, as associadas colaboradoras Belta são referências na terra do chocolate.

A CAAS – Culinary Arts Academy Switzerland, que oferece diploma de bacharel em artes culinárias e programas como o Swiss Grand Diploma em Artes Culinárias, Artes Culinárias Vegetarianas e Artes de Confeitaria e Chocolate. A escola é a melhor de culinária da Suíça e ficou em 8º lugar na categoria Hospitalidade e Lazer do QS World University Ranking 2022.

Já a SHMS: Swiss Hotel Management School, com uma imersão completa instalada nos históricos Hotéis Swiss Palace, a instituição aplica o conceito de “Aprender fazendo”, oferecendo uma educação de gestão hoteleira de classe mundial baseada na rica herança hoteleira da Suíça, com visão de futuro e ferramentas de aprendizagem inovadoras. A SHMS é a terceira melhor escola de hospitalidade do mundo pelo QS Ranking e a segunda na Suíça, cujos diplomas são credenciados pela Universidade de Derby, uma universidade líder do Reino Unido.

Argenta finaliza orientando o estudante a sempre buscar uma agência certificada Belta. “Ao planejar um intercâmbio, recomenda-se buscar uma agência Selo Belta pois tem a garantia de ser confiável no setor, devido ao processo cuidadoso de análise financeira, técnica e idoneidade no qual a instituição passa para receber a certificação Selo Belta”.

Conteúdo Relacionado