fbpx

Meia 92

sexta-feira, 1 de março de 2024

Você sabe o que causa a luxação no ombro?

Crédito Freepik

O ombro é uma articulação complexa e com a maior amplitude de movimento do corpo humano, que faz a conexão e o suporte entre os ossos do tronco e do braço. Formado por um conjunto de músculos, cartilagens, tendões e ligamentos, o ombro sofre uma luxação quando acontece o deslocamento da cabeça do úmero – osso do braço – rompendo ligações fundamentais para o seu bom funcionamento.

Segundo o Dr. Layron Alves, ortopedista especialista em cirurgia do ombro e cotovelo e sócio da Clínica Larc, a luxação no ombro é uma lesão ortopédica extremamente dolorosa e muito comum entre jovens e adultos, mas que pode acometer pacientes de qualquer idade, inclusive bebês.

“Uma luxação é sempre decorrente de um trauma, por isso o primeiro indicativo de lesão é a dor intensa imediatamente após o acidente, que irradia para o pescoço e para o braço. Logo depois, dependendo do tipo de luxação, é comum que o paciente não consiga movimentar o braço parcial ou totalmente. Por fim, ele pode sentir dormência, fraqueza e, até perceber visivelmente o deslocamento”, explicou.

Entre as principais causas desse tipo de lesão estão as práticas desportivas. Por isso, os atletas, tanto profissionais como amadores, são pacientes comuns de luxação no ombro, especialmente aqueles que praticam esportes de contato, como futebol e basquete ou modalidades com maior potencial de quedas como ciclismo, hipismo e skate.

Os acidentes são outra causa muito comum para luxação no ombro, tanto acidentes de trânsito onde ocorrem fortes impactos, como os acidentes domésticos quando os pacientes passam por episódios de quedas. Isso pode ocorrer tanto em um tombo da escada, da cadeira ou da própria altura. Nestes casos, as lesões são mais comuns em pacientes idosos que, geralmente, estão com a saúde dos ossos e articulações comprometidas.

O tipo de profissão também é uma das causas da luxação no ombro. Normalmente são os trabalhadores braçais que sofrem mais com lesões desse tipo, pois precisam carregar grandes pesos durante sua rotina de trabalho, o que exige muito esforço físico. Às vezes, por cansaço ou falta de preparo, esse trabalhador pega a carga de maneira errada, o que acaba provocando o deslocamento do ombro.

“Embora seja menos frequente, a luxação em bebês e crianças é uma possibilidade real. Quando falamos de pacientes infantis parece que estamos exagerando. Porém, ainda que as crianças se recuperem mais rápido do que os adultos, o tratamento depende de imobilização do ombro, o que pode ser desafiador e até deixar sequelas, caso não seja tratado da maneira correta. Por isso, sempre alertamos para a prevenção como a melhor estratégia”, alertou.

A luxação infantil acontece quando alguém de estatura maior levanta a criança do chão apenas pelos braços. Seja aquela brincadeira de rodar a criança no ar, pular obstáculos com a ajuda de um adulto ou pelo simples fato de pegar do chão para colocar no colo. O peso corporal da criança, em contrapartida a força do puxão, pode causar o deslocamento. Portanto, a recomendação para todos os casos de luxação é chamar por socorro imediato e nunca tentar consertar o ombro machucado.

Conteúdo Relacionado