fbpx

Meia 92

sábado, 2 de março de 2024

Taça da Copa do Mundo de Futebol Feminino é apresentada no Palácio da Alvorada

Imagem do WhatsApp de 2023-03-30 à(s) 12.19.04

Evento com participação do presidente Lula e de ministras será marcado pela assinatura de decreto que cria a Estratégia Nacional para o Futebol Feminino

 

Cobiçada por 32 seleções que vão disputar a Copa do Mundo de Futebol Feminino entre 20 de julho e 20 de agosto, na Austrália e na Nova Zelândia, a taça do Mundial FIFA 2023 será apresentada nesta quinta-feira, 30/3, às 10h, ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva e à ministra do Esporte, Ana Moser, em evento no Palácio da Alvorada.

Na ocasião, será assinado o decreto que cria a Estratégia Nacional para o Futebol Feminino. Implementada pelo Ministério do Esporte, a iniciativa prevê a promoção de medidas para o desenvolvimento do futebol feminino profissional e amador no Brasil, de modo a proporcionar a descoberta e o encaminhamento de novos talentos e os investimentos necessários para o desenvolvimento do esporte.

Outros pontos da Estratégia Nacional a serem destacados neste mês da mulher são o combate à discriminação de meninas e mulheres nas práticas relacionadas ao futebol e o fomento à participação das mulheres em posições de gestão, na arbitragem e na direção técnica de equipes.

O decreto determina que, em 120 dias, o Ministério do Esporte elabore um diagnóstico da situação atual do futebol feminino no país e um Plano de Ações até 2025 para a implantação da Estratégia.

O evento no Palácio da Alvorada também contará com as presenças da ministra Cida Gonçalves (Mulheres), dos embaixadores no Brasil dos países anfitriões do evento – Sophie Davies (Austrália) e Richard Prendergast (Nova Zelândia), além do prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes; do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ednaldo Rodrigues, e de representantes da FIFA.

COPA 2023 – O Brasil, que busca o inédito título na competição, inicia a disputa no Grupo F, ao lado de França, Panamá e Jamaica. Antes disso, o troféu percorre, desde 25 de fevereiro, os 32 países classificados para o Mundial. A exemplo da Seleção masculina, o time nacional feminino disputou todas as edições do Mundial.

Na história das Copas do Mundo de Futebol Feminino, a Seleção Brasileira passou perto do título em 2007, quando foi vice-campeã na China, perdendo a final para a Alemanha, e ficou em terceiro lugar em 1999, nos Estados Unidos. Em Jogos Olímpicos, o Brasil bateu na trave duas vezes. Foi medalhista de prata nas edições de Atenas, na Grécia, em 2004, e de Pequim, na China, em 2008. O Governo Federal estuda se candidatar à sede a próxima edição do evento, em 2027.

 

Fonte: www.gov.br

Conteúdo Relacionado