fbpx

Meia 92

sábado, 18 de maio de 2024

Indian Well assiste massacre de Alcaraz

tênis

Final feminina tem revanche de Rybakina

Hoje, no deserto da Califórnia, no complexo de Indian Wells, foi dia de finais !!! e que finais !!

No feminino, tivemos a reedição da final do Australian Open, entre a Casaque, Elena Rybakina e a Bielorussa Aryna Sabalenka. E foi uma final de tirar o fôlego. No primeiro set, decidido somente no tie break,  a Bielo mostrou muita inconstância no saque, cometendo muitas duplas faltas, três no total.  Placar final  13 a 11 para a casaque, depois de 1h20 de batalha.

Rybakina, aparentemente mais concentrada e mais leve pela vitória no primeiro set, chegou a abrir 5 a 2 e teve o saque para vencer, mas, foi quebrada de zero e teve que voltar para sacar em 5/4.Desta vez não vacilou e cravou um 6/4, vencendo assim pela primeira vez a Bielo Sabalenka.

Rybakina, deve aparecer como número 7 do mundo enquanto Sabalenka se mantém como a segunda no ranking.

A final masculina

A final masculina veio em seguida, entre Daniil Medvedev da Rússia, sexto melhor tenista no ranking, contra o jovem de apenas 19 anos, Carlos Alcaraz, da Espanha, atual número 2 do mundo.

A partida começou com Alcaraz no serviço. O espanhol abriu logo 1 a 0. Jogando num ritmo alucinante Alcaraz quebra o saque de Medvedev e confirma o seu fazendo 3 a 0.  O espanhol Empurrado pela torcida o jovem tenista demonstra tranquilidade e vence com tremenda facilidade o primeiro set por 6/3.

Começa o segundo set e quem esperava uma reação do russo, engana-se. Com um incrível arsenal de golpes o espanhol foi massacrando Medvedev, deixando o russo sem ação. Foram inúmero voleios e deixadas que levaram  Alcaraz rapidamente a 4/0. Sem perder a concentração Alcaraz segurou sua vantagem fechando o jogo em 6/2.

Carlitos Alcaraz, como é chamado, aparecerá como líder do ranking mundial nesta quarta feira. Sua superioridade técnica foi incontestável neste torneio.

Para finalizar, no sábado, a dupla – da  brasileira Bia Haddad Maia e a alemã Laura Siegemund – , foi derrotada na final pela dupla número 1 do ranking, das Tchecas Katerina Siniakova e Barbora Krejcikova por 6/1, 6/7 10/7, no super tie-break.

Então até Miami.

Por: Mauro Mello 

colunista de esportes

 

Conteúdo Relacionado