fbpx

Meia 92

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2024

 Para 72% dos brasileiros, vacinação  deve ser obrigatória, aponta pesquisa Ipsos

doctor-vaccinating-patient-clinic

Em um momento em que o Brasil segue avançando para combater a Covid-19, uma pesquisa feita pela Ipsos em 34 países reforça a preocupação da população com a vacinação: Sete em cada dez brasileiros (72%) acreditam que a vacinação contra doenças infecciosas deve ser obrigatória no país.

O levantamento foi feito através da pesquisa ‘Monitor Global dos Serviços de Saúde’. O índice está muito acima da média global, que é de apenas 59%. O país é o 5º colocado da lista, empatado com Peru, Argentina e Chile.

Emirados Árabes Unidos, empatado com a Indonésia, com 78%, lidera a pesquisa. Curiosamente, México, Argentina, Peru, Colômbia e Chile aparecem todos com mais de 70% de concordância à vacinação obrigatória, mostrando a força da crença nas vacinas na região.

Por outro lado, em Portugal, apenas 38% dos entrevistados acreditam que a vacinação contra doenças infecciosas deveria ser obrigatória. O resultado coloca os portugueses na última colocação do ranking, entre 34 países participantes — atrás inclusive de outros países com fortes movimentos anti-vax, como Estados Unidos (43%) e Alemanha (52%).
Apesar de expressivos, os números do Brasil vêm apresentando queda ano após ano. Em 2021, 77% dos entrevistados eram a favor da vacinação obrigatória; Em 2020, 78% responderam positivamente e, em 2018, 75%.

Sobre a pesquisa

A pesquisa ‘Global Health Service Monitor’ foi realizada pela Ipsos entre os dias 22 de julho e 5 de agosto de 2022, com 23.507 entrevistados, em 34 países: África do Sul, Alemanha, Austrália, Argentina, Arábia Saudita, Bélgica, Brasil, Canadá, Chile, China, Colômbia, Coreia do Sul, Emirados Árabes Unidos, Espanha, Estados Unidos, França, Grã-Bretanha, Holanda, Hungria, Índia, Indonésia, Irlanda, Itália, Japão, Malásia, México, Peru, Polônia, Portugal, Romênia, Suécia, Suíça, Tailândia e Turquia. A margem de erro para o Brasil é de 3,5 pontos percentuais.

Conteúdo Relacionado