fbpx

Meia 92

sexta-feira, 1 de março de 2024

Expo Favela São Paulo inicia venda dos ingressos e divulgação de palestrantes para o evento

expo

O encontro de inovação da favela promete grandes conexões e negócios nos dias 17, 18 e 19 de março, na capital paulista

 

A Expo Favela São Paulo, feira de empreendedorismo que vai conectar empreendedores da favela com investidores do asfalto, organizada pela Favela Holding e que tem como parceira social a Central Única das Favelas (CUFA), acontece de 17 a 19 de março, no World Trade Center (WTC) de São Paulo, iniciou as vendas dos ingressos e divulgou algumas confirmações na programação do evento. A proposta do encontro é conectar anônimos e personas relevantes das favelas e do asfalto para potencializar a inteligência e a inovação que existem nos dois territórios.

Os ingressos para o evento podem ser adquiridos no site (Link ), os valores para pessoas da “favela” custa R$ 20,00 a inteira, e a meia R$ 10,00. O ingresso para participantes do “asfalto” está no valor de R$ 40 a inteira, e R$ 20 a meia. A organização do evento não cobra comprovante de residência. Fica a critério do visitante decidir o ingresso que ele se reconhece.

Dentre os palestrantes e conferências confirmados estão: Paula Lima; Manoel Soares; Abílio Diniz; Kondzilla; Luciano Huck; Adriana Barbosa – (Favelado Investidor); Marcelo Tas; Marcelo Pimenta; Aline Torres; Dani Marques – (Ex-presidente da Caixa); Roger Cipó; Amauri Soares; Babu Santana; Kenya Sade; Minc – Paulo Lins; Thais Pontes; Renata Andrade; Marlova Noleto – Unesco; Carola Matarazzo; Denis Mizne (Fundação Lemann); Mc Sophia; Wilson Simoninha; Zé Vicente (reitor Zumbi dos Palmares); Elaine Trindade (Folha de São Paulo); João Jorge; William Reis (AfroReggae); Tati Monteiro; Ricardo Nunes – (Prefeito de SP); Marília Marton – (Secretária de Cultura do Estado), Rafael Dragaud,Renato Meirelles entre outros .

A programação do evento é dividida em mentorias, palestras e conferências.

O grande mote da Expo Favela São Paulo 2023 será a inovação. Mas serão abordados outros temas como educação, saúde, sustentabilidade e meio ambiente, cultura, economia criativa, diversidade, mobilidade e logística, gastronomia, comunicação, redes, moda, beleza e finanças de minutos. Durante os intervalos, os participantes poderão visitar os estandes dos expositores da favela.

“Tivemos a primeira experiência com a Expo Favela em 2022. Conseguimos receber mais de 33 mil pessoas. Para esse ano, vamos aumentar o nosso evento em 40% em comparação à primeira edição. São Paulo é o maior epicentro econômico e de empreendedorismo da América Latina. E sabemos que esse movimento econômico também é gerado pela favela”, diz Celso Athayde – CEO da Favela Holding e idealizador do evento.

A organização do evento destaca algumas novidades: primeiro um espaço apurado para os veículos de favelas, periferias e temática afro, a fim de que, assim como é feito com os empreendedores, os profissionais destes veículos tenham contato com investidores, para que a comunicação feita nestes territórios seja cada vez mais valorizada e impulsionada.

A outra é que entre os parceiros haverá harmonia entre as marcas. Sem conflito de interesses comerciais entre elas, uma vez que o grande objetivo é o desenvolvimento das favelas, a partir da evolução dos seus empreendedores.

Foto: Douglas Jocó

Conteúdo Relacionado