fbpx

Meia 92

sexta-feira, 1 de março de 2024

Chuvas causam transtornos no litoral do estado de São Paulo

chuva_morromarape

A chuva vem causando enormes transtornos para os moradores e turistas durante este Carnaval. As regiões mais afetadas estão no litoral Norte e Sul do estado de São Paulo. Uma criança de 7 anos morreu em Ubatuba depois de um deslizamento de pedra.

Em São Sebastião a prefeitura cancelou o Carnaval e decretou calamidade pública. Cidades da região sofrem com enchentes, riscos de deslizamento de terra e falta de água potável. A recomendação é evitar circular pela região e economizar água.

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) , a Mogi-Bertioga está interditada totalmente desde 0h30 deste domingo (19) na altura de Biritiba Mirim por causa do rompimento de uma tubulação. Uma parte da rodovia cedeu abrindo um enorme buraco.

O governador Tarcísio de Freitas deve falar com a imprensa sobre as providências que estão sendo tomadas. Ele ficou de visitar as regiões afetadas. Além do litoral Norte, o litoral Sul vem sofrendo com as chuvas constantes desde a tarde de ontem.

No litoral Sul a situação mais complicada está no Gruarujá, que entrou em alerta vermelho. Os desfiles de blocos foram suspensos e o mirante das Galetas, local muito visitado pelos turistas foi interditado.

Santos

De acordo com o Plano Municipal de Contingência para Ressacas e Inundações, Santos está em estado de alerta em razão das fortes chuvas que atingem a região. Pontos de alagamento e quedas de árvores foram detectados neste domingo (19) e a previsão é que as precipitações permaneçam até segunda-feira (20), quando perdem intensidade.

As equipes da Defesa Civil e das secretarias de Serviços Públicos e das Prefeituras Regionais estão atuando para monitoramento das áreas de risco, limpeza e remoções das árvores e galhos caídos em diversos pontos da Cidade.

O índice pluviométrico das últimas 72 horas é de 173,2 mm, enquanto o acumulado do mês está em 307 mm. Às 3h, a maré atingiu 2,10m na Praticagem e, às 3h20, 2,35m no interior do estuário, na Ilha Barnabé. Já a altura das ondas chegou a 3,68m às 23h de sábado (18) e, às 3h deste domingo, a maré alta alcançou 3,06m.

Em relação ao vento, foram registradas rajadas de 83,2 km/h às 15h45 de sábado e, às 4h10 deste domingo, atingiram 61,12 km/h. Foram detectadas quedas de árvores de pequeno a grande porte na viela Arnaldo Luiz (Morro São Bento) e nas ruas Campos Sales (Vila Mathias), Carlos Gomes (Campo Grande), Prefeito Antenor Bue (Aparecida) e João Fraccaroli (Santa Maria), entre outros pontos.

MORROS

De acordo com o Plano Preventivo de Defesa Civil (PPDC), os morros de Santos estão em estado de atenção. Os moradores da área devem observar sinais de perigo como trincas nas paredes ou no terreno da moradia, rachaduras no solo, inclinações de árvores e postes, estalos nas paredes e muros estufados.

PREVISÃO

De acordo com boletim emitido neste domingo (19) pelo Núcleo de Pesquisas Hidrodinâmicas da Universidade Santa Cecília (NPH-Unisanta), a previsão é de que as chuvas percam intensidade a partir de segunda-feira (20), quando a probabilidade de precipitação cai de 90% para 60%, com volume esperado de 5-15mm.

O nível do mar também deve diminuir. Às 15h de segunda, a maré deve baixar para 1,8m na baía de Santos e para 2m no interior do estuário. Em relação as ondas, a previsão é de que variem entre 1,4m e 2m no mesmo horário. Já na terça (22), a maré diminui ainda mais, não ultrapassando os 1,9m, e as ondas ficam abaixo dos 1,5m.

Foto – Morro do Marapé, em Santos

Fonte e imagem: Portal Defesa Civil de Santos

Conteúdo Relacionado