fbpx

Meia 92

sexta-feira, 1 de março de 2024

Solução brasileira de reciclagem será apresentada no Fórum Econômico Mundial

Canva_

Com o objetivo de estimular o diálogo entre líderes mundiais e empresariais sobre questões que vão desde as estruturas políticas atuais e problemas ambientais até preocupações geopolíticas, o Fórum Econômico Mundial, que acontece de 16 a 20 de janeiro em Davos, na Suíça, contará com a apresentação da startup brasileira Green Mining, pioneira em logística reversa inteligente e que já reciclou mais de 5 milhões de quilos de embalagens pós-consumo em estados do Brasil. 

Com o tema “Cooperação em um Mundo Fragmentado”, o evento deve impulsionar soluções para enfrentar os desafios globais mais urgentes. Neste contexto, Rodrigo Oliveira, presidente da Green Mining, falará como uma solução tecnológica rentável que pode fornecer eficiência na recuperação de recicláveis, com rastreabilidade possibilitada por blockchain. “Desenvolvemos um sistema inteligente de logística reversa, que utiliza um algoritmo próprio para analisar os dados de vendas da indústria e identificar os locais de maior geração de resíduos pós-consumo. Nosso objetivo é mudar o mundo e apresentar nossa solução no Fórum Econômico Mundial mostra que estamos no caminho certo”, afirma o executivo. 

Além do propósito ambiental e econômico, a Green Mining possui um grande compromisso social que também deve ganhar destaque na Europa. Segundo Rodrigo Oliveira, parte da equipe de coletores são ex-catadores de rua que foram capacitados e contratados com carteira assinada (CLT). “Oferecemos soluções inteligentes respeitando os trabalhadores envolvidos na cadeia, viabilizando que a indústria possa cumprir seu papel na responsabilidade compartilhada. Ou seja, atender e entregar valor de forma plena”, explica o presidente da startup

Na quarta-feira (18), das 10h30 às 11h, Rodrigo Oliveira participará do painel “Inovação para ODS: Logística reversa inteligente para economia circular”, que será transmitido de forma online por meio da plataforma do Fórum Econômico Mundial. Já na quinta-feira, o executivo falará sobre “Fundamentos circulares para resultados regenerativos”, das 14h45 às 15h45. 

O Fórum, que terá como principais pontos de discussão as ameaças à economia global e mudanças climáticas, retorna ao início do ano para recuperar sua posição de principal e primeiro evento de 2023, após ter sido realizado em maio no ano anterior.

Conteúdo Relacionado