fbpx

Meia 92

segunda-feira, 24 de junho de 2024

Golpe do IPVA: cuidado com os boletos falsos e phishing

ipva

O início do ano é um período de alto volume de cobranças de tributos, entre eles o Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores (IPVA), que pode ser quitado online. No entanto, apesar desse meio tornar a transação mais prática, aumentam-se os riscos de fraudes digitais, como os golpes do phishing e do boleto falso. 

Márcio D’avila, consultor técnico e especialista em segurança digital da CertiSign, explica como se proteger. 

1. Conheça o phishing 

Neste golpe, as vítimas recebem um e-mail, SMS ou mensagem de WhatsApp fingindo serem do Detran ou algum órgão regulador. Ao clicar no link, a vítima é direcionada a um site falso, mas muito parecido com o original. E aí ao inserir os dados, as informações são roubadas ou ainda a vítima pode ser induzida a realizar o pagamento ali mesmo por meio de QRCodes ou boletos fraudulentos.

“Esse golpe é muito comum, mas fácil de ser evitado. Antes de acessar algum link, é sempre importante verificar se na mensagem há erros de digitação, pontuação e se o domínio do e-mail é realmente da instituição ou empresa. Também é importante antes de navegar e inserir dados em um site confirmar se ele é autêntico e se está seguro com um certificado SSL/TLS. Essa confirmação é feita com um clique no cadeado no navegador, onde é possível ver as informações sobre o site em questão”, explica. 

2. Boleto Falso 

Os fraudadores podem enviar boletos falsos pelos Correios ou por e-mail informando sobre uma nova via de pagamento ou, ainda, de um erro na transação. Nestes casos, a fatura costuma ser bem parecida com a original, mas possui os dados da conta bancária de quem está aplicando o golpe.

“No Estado de São Paulo, por exemplo, o pagamento deve ser feito via rede bancária ou diretamente no portal da Secretaria da Fazenda e Planejamento. Então, a dica sobre isso é: faça sempre o pagamento diretamente nos sites dos órgãos oficiais e autorizados”, complementa. 

3. Redes sociais e ligações 

Segundo o especialista também é preciso ter muito cuidado nas redes sociais e ao telefone. “Criminosos também criam perfis falsos em nome de órgãos oficiais e realizam ligações para tentar capturar dados e estimular o pagamento de boletos falsos. A isca, muitas vezes, são descontos para a quitação de multas e regularização do veículo. A comunicação tem sempre um tom de urgência, com uma vantagem muito boa para a vítima-alvo”.

Conteúdo Relacionado