fbpx

Meia 92

sábado, 2 de março de 2024

Como a cidade de São Paulo faz com que o esporte seja um hábito acessível

0CD3F89D-0524-49F0-BA82-023201DFF200

Em São Paulo, a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SEME) conta com diversos setores de atividades que impulsionam a prática esportiva na cidade. A sua missão é formular políticas, fomentar e apoiar projetos e ações que incorporem atividades físicas, esporte e lazer aos hábitos de vida da população paulistana.

Para incluir e incentivar a prática esportiva na vida das pessoas, uma das políticas adotadas pela SEME foi criar os Centros Esportivos com o intuito de oferecer, gratuitamente, esporte e lazer para toda a população.

Os centros esportivos são espaços municipais que oferecem estrutura para a prática de atividades esportivas de forma gratuita. Para ter acesso a esse benefício, é necessário que você apresente o seu documento de identidade e um comprovante de endereço no centro esportivo de seu interesse.

Atualmente, a SEME administra 47 centros esportivos, que estão distribuídos por todas as regiões da cidade. Essas estruturas fornecem mais de 300 modalidades esportivas.

Graças a esses espaços, a prática de esportes se tornou ainda mais acessível para os moradores da cidade. As modalidades  oferecidas por esses centros atende a todos os públicos, fornecendo atividades que se moldam desde para as crianças até os mais idosos, incluindo as pessoas com necessidades especiais.

No geral, os centros oferecem piscinas (recreativas e semiolímpicas), quadras poliesportivas (cobertas e descobertas), academias (ao ar livre e cobertas) salas de artes marciais, ginásios esportivos, pistas de caminhada, salas de avaliações médicas e vestiários.

Além das estruturas, as modalidades esportivas que estes lugares podem oferecer em grande parte são: aulas de alongamento, basquete, futebol, vôlei, artes marciais, natação, ginástica artística, pilates e dança.

Victória Cristina, de 16 anos, frequenta o Centro Esportivo de Pirituba, que fica localizado na zona oeste de São Paulo. Desde os seus 13 anos, ela pratica aulas de boxe juvenil oferecidas pelo clube.

Desde então, ela teve a oportunidade de conhecer e fazer parte de um projeto social conhecido como “Das Ruas Para Os Ringues”, que foi criado pelo seu próprio treinador de Boxe, Fernando Bolacha.

“Eu sempre frequentei o centro esportivo de Pirituba. Lá possui diversas modalidades esportivas, porém, eu nunca tinha frequentado as aulas de boxe. Foi então através de um convite de uma colega que eu comecei, aos 13 anos, a praticar essa modalidade. Chegando lá, eu fui muito bem recebida pelo Fernando, meu treinador. Ele me apresentou aos campeões da casa e me mostrou a estrutura da academia. Ali eu também tive a oportunidade de conhecer o projeto que ele mesmo havia fundado, que me permitia treinar e aprender as modalidades do boxe sem precisar pagar nada.”

Para Fernando, a iniciativa possui como principal objetivo ajudar a juventude a ter acesso ao esporte. Com isso, ele busca apresentar a eles uma nova perspectiva, evitando, através do esporte, que estes adolescentes não caiam em perdições.

“Se uma pessoa canaliza a sua atenção para o esporte com um objetivo de mudança, certamente ele pode ser capaz de transformar a vida dessa pessoa, afastando ela do mundo da criminalidade e das drogas.”

De acordo com a constituição brasileira, a prática de esportes é tida como um direito básico do cidadão. Promover atividades esportivas gratuitas com estrutura e professores qualificados fomentam um incentivo para que o esporte esteja cada vez mais próximo do hábito de vida das pessoas.

Para o professor de direito Jefferson Prado, a criação dos Centros Esportivos assegura a idéia da constituição que garante o esporte e o lazer como um direito fundamental do cidadão. “Se trata de uma importante política pública. Afinal, não basta este direito estar apenas na lei, é preciso que ele chegue às pessoas.”

“Na minha visão, esse incentivo à prática de atividades físicas está ligado com o princípio da dignidade do ser humano. Possibilitar à população o acesso ao lazer, esporte e saúde está diretamente ligado com uma qualidade de vida digna da qual o cidadão possui direito.”

Para a Secretaria de Esportes, os Centros Esportivos possuem um papel fundamental em: ampliar e democratizar o acesso à prática de atividades físicas nas regiões de São Paulo; promover a proteção da memória das expressões esportivas da cidade e qualificar o hábito de vida dos cidadãos.

Os centros oferecem as suas atividades esportivas todos os dias da semana, sendo de segunda a sexta das 7h às 22h e aos finais de sema-na das 8h às 18h.

Conteúdo Relacionado