fbpx

Meia 92

sábado, 18 de maio de 2024

69% dos brasileiros têm medo de não conseguir ter uma reserva financeira no futuro

pasted image 0

5 passos de como desenvolver a inteligência financeira nos pequenos em 2023

95% da população brasileira não guarda dinheiro para a aposentadoria, segundo o Relatório Global do Sistema Previdenciário 2020. (Imagem: Unsplash)

A educação financeira na vida das crianças apresenta pilares cruciais para o comportamento. A principal lição que a aula instiga às crianças é que aprendem a dar mais valor ao dinheiro e como utilizá-lo. Ao ensinar uma criança sobre esse tema, quando adulta, ela conseguirá administrar sua vida, sabendo gastar com responsabilidade.

De acordo com o levantamento do Ibope (empresa de Inteligência em pesquisa), apenas 21% das pessoas tiveram educação financeira até os 12 anos de idade – destes, 45% não compartilham ou passam poucas informações sobre o orçamento da casa para seus filhos. As crianças que possuem contato com a educação financeira sabem lidar com seus recursos e desenvolvem, ao longo do tempo, mais organização e planejamento.

Segundo a pesquisa “Comportamento financeiro dos brasileiros hoje” de 2021, 74% dos brasileiros afirmam que gostam de administrar seu dinheiro, apesar disso, 69% disseram que têm medo de não conseguir ter uma reserva financeira no futuro. Embora muitos brasileiros gostem de acompanhar suas finanças, poucos conseguem se organizar de fato e se estabilizar. No Brasil, há mais de 67 milhões de pessoas inadimplentes e 28% estão relacionados a pendências com bancos e cartões de crédito, apontam dados da Serasa de agosto de 2022.

Entre as atividades que podem ser realizadas para mitigar perdas financeiras, é incentivar a gestão financeira nas crianças desde cedo, que permite desenvolver competências de gestão e consciência do valor do dinheiro. “Saber o conceito de inteligência financeira nem sempre é saber aplicar. É importante se conhecer e identificar suas necessidades para entender seu perfil de consumidor e, a partir disso, criar um planejamento, caso contrário, gerará frustração, pois não será possível alcançar as metas estabelecidas. Estimular as crianças a entenderem suas necessidades enquanto pequenos permite que, quando adultos, tenham uma maior consciência sobre suas finanças. E na Happy, o aluno aprende educação financeira de uma forma mais dinâmica e prática, a fim de realizar sonhos, ter mais conquistas, segurança e independência”, explica Debora Naomi Inouye, Cônsul Happy

Na Happy, maior hub educacional do Brasil, a metodologia única LET (Len Education Technology) é aplicada nos cursos Happy Code (programação), Happy Speech (comunicação) e Happy Money (financeiro). O método estimula habilidades práticas e sociais no quais contribui para o crescimento de capacidades relacionadas ao empreendedorismo e à solução de problemas.

A educação financeira é um tema extremamente importante para ser desenvolvido com as crianças. Pensando nisso, Debora Naomi Inouye, Cônsul Happy, separou 4 passos de como desenvolver a inteligência financeira nos pequenos em 2023:

  1. Converse sobre dinheiro: Explique o papel do dinheiro, a necessidade de trabalhar e o esforço para conquistá-lo. Os conceitos precisam ser inseridos aos poucos para que a criança possa assimilar, entre conversas curtas;

  2. Brincar: O brincar estimula e ajuda a assimilar informações, brinque de ir ao mercado, por exemplo, e aborde noções de quantidade, valor e necessidade;

  3. Compensação: Defina metas a serem cumpridas com base em compensação, assim, poderá estimular autonomia e autogestão das finanças;

  4. Mesada: Uma outra forma de estimular o entendimento pessoal e emocional com o dinheiro, é disponibilizar um valor ao qual a criança pode gastar ao longo do mês;

  5. Cofrinho: Forma de poupar dinheiro mais antiga, é um jeito de incentivar a juntar suas primeiras economias.

Com o início do ano, cria-se novos planos, e quando uma criança aprimora o seu entendimento sobre a importância do dinheiro, torna-se um adulto que valoriza o seu salário e sabe usá-lo com exatidão. Quer que seu filho desenvolva a inteligência financeira? Conheça o curso Happy Money.

Conteúdo Relacionado