fbpx

Meia 92

segunda-feira, 24 de junho de 2024

Explosão em restaurante assusta moradores de Teresina

88f3d0ec-0295-4129-89a6-f4178a3875e7

Na manhã desta quarta-feira (21), os moradores da cidade de Teresina foram acordados pelo barulho e o tremor da explosão que aconteceu na zona leste da cidade. O fato ocorreu por volta das 6h30 da manhã, na rede “O Vasto Restaurante”.

O restaurante de alto padrão – o qual faz parte do grupo Coco Bambu – era recém-inaugurado. A explosão deformou completamente a estrutura do empreendimento, que fica na rua Professor Joca Vieira, no bairro Fátima. O local foi isolado e será feita uma análise da estrutura do prédio.

Moradores da região relataram ter ouvido um estrondo e sentido forte impacto, com o  chão e as paredes das  residências tremendo. Segundo o Corpo de Bombeiros, o deslocamento de ar da explosão atingiu imóveis a quatro quarteirões de distância. Isso equivale, segundo as autoridades, a um alcance de 100m.

O teto de uma academia próxima ao local da explosão  desabou. Todas as vidraças de lojas e casas no entorno também foram destruídas. Ainda não se sabe ao certo o que pode ter provocado a explosão. O corpo de bombeiros já deu início ao processo de investigação para descobrir a causa desse acidente.

O que se sabe até então é que havia um forte cheiro de gás no local. Ainda de acordo com a corporação, não há risco de uma nova explosão. “A situação abalou toda a estrutura do local. Já fomos até o subsolo do restaurante e percebemos o forte odor de gás. Mas o risco de novas explosões é difícil, o risco maior é de desabamento. Por isso, estamos isolando a área e pedindo que as pessoas se retirem”, disse o tenente Everton em uma entrevista para o portal G1.

Na ocasião, apenas o vigia do restaurante, Mário da Costa e Silva, de 35 anos de idade,  ficou ferido sem gravidade. A equipe médica informou que a vítima apresenta queimaduras na face, tórax, mão e está aguardando cirurgião plástico para fazer o desbridamento – tratamento que consiste em fazer a raspagem das queimaduras.

Fonte: Jornal Floripa

Conteúdo Relacionado